Meta pede registro de marca para plataforma de pagamentos cripto

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • A Meta apresentou cinco novos pedidos de marcas relacionadas ao Meta Pay.
  • Serviço permitirá que moedas fiduciárias e criptomoedas sejam usadas.
  • Também pode oferecer serviços de empréstimo e investimento.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

A Meta registrou novos pedidos de marca relacionados ao Meta Pay – uma plataforma de pagamentos que permitirá moedas fiduciárias e criptomoedas.

A empresa, dona do Facebook, Instagram e WhatsApp, apresentou cinco novos pedidos no Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos.

Detalhes do requerimento de registro da Meta Pay: Gerben Intellectual Property

Este é mais um de uma sucessão de planos que destacam a determinação da empresa em entrar no espaço de pagamentos. O pedido de patente abrange toda a gama de termos usados para descrever criptoativos.

“Fornecer uma exchange financeira para negociação de moeda digital, moeda virtual, criptomoeda, ativos digitais e blockchain, ativos digitalizados, tokens digitais, tokens cripto e tokens utilitários”, diz o requerimento.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Registrado no dia 13 de maio, outros detalhes dos requerimentos de marcas registradas mostram que a gigante de mídia social também pode se aventurar em serviços de empréstimos e investimentos. Isso a colocou no espaço financeiro e atraiu muito escrutínio dos legisladores.

Em outra novidade, a Meta lançou um botão de pagamento em cartões de contato para usuários do WhatsApp no Brasil e na Índia. Isso permitirá que os usuários enviem fundos para seus contatos de forma mais intuitiva, disseram executivos da empresa.

As ambições financeiras da Meta se materializam, mas os desafios aguardam

A empresa lançou seu projeto de stablecoin Libra há alguns anos, que rapidamente recebeu a preocupação de legisladores de todo o mundo. A preocupação era que a stablecoin pudesse ameaçar a soberania nacional das moedas fiduciárias.

O Facebook, como era conhecido na época, renomeou o projeto para Diem, mas acabou sendo derrotado. Os ativos da Diem foram vendidos e o Facebook reformulou suas ambições financeiras.

Meta Pay, tokens não fungíveis (NFTs)e o pagamento de criadores de conteúdo em seu aplicativo de realidade virtual (RV) estão sendo monitorados de perto pelo mundo da tecnologia e pelos legisladores.

A Meta recebeu muito escrutínio dos reguladores, mas uma incursão em empréstimos pode ser particularmente preocupante. Outras empresas de empréstimo foram alvo de ações regulatórias nos EUA.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.