Ver mais

Baleias movem Litecoin (LTC) para as exchanges – Análise

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O Litecoin (LTC) registrou um aumento significativo no fluxo de moedas de grandes proprietários para as exchanges na última semana.
  • As baleias estão se preparando para vender seus tokens para evitar mais perdas.
  • O indicador MACD apóia a tendência de baixa, sugerindo a continuação da pressão de venda.
  • promo

O Litecoin (LTC) testemunhou um aumento significativo no fluxo de moedas para as exchanges na última semana.

Isso se deve à queda constante no valor da moeda e ao desejo dos grandes detentores (baleias) de evitar mais perdas. Atualmente, o LTC é negociado a US$ 65,73, com uma queda de quase 15% nos últimos sete dias.

Baleias vendem suas participações em Litecoin

O declínio ininterrupto de preços do Litecoin nas últimas semanas fez com que alguns de seus grandes detentores enviassem suas moedas para as exchanges de criptomoedas.

Dados on-chain mostram que o fluxo líquido de grandes detentores da moeda aumentou mais de 464% nos últimos sete dias.

Fluxo de grandes detentores de Litecoin. Fonte: IntoTheBlock
Fluxo de grandes detentores de Litecoin. Fonte: IntoTheBlock

Essa métrica mede a quantidade líquida de tokens que os grandes detentores transferem para dentro ou para fora dos exchanges. Quando há um aumento, mais moedas estão sendo transferidas das carteiras dos grandes detentores para as exchanges. Isso indica que esse grupo de investidores está se preparando para vender seus tokens, o que pode resultar em um aumento da pressão de venda e em uma queda ainda maior de preços.

Por outro lado, quando a métrica diminui, isso sugere que os grandes detentores estão retirando seus tokens das exchanges, possivelmente para mantê-los por um prazo mais longo. Às vezes, isso se deve à incerteza do mercado ou ao fato de estarem simplesmente esperando uma oportunidade melhor para entrar em novas posições.

A avaliação das estatísticas financeiras do LTC explica por que seus grandes detentores estão vendendo. Atualmente, 5,93 endereços, 72% de todos os detentores, estão no vermelho. Um endereço é considerado “out of the money” se o preço de mercado atual de um ativo for menor do que o custo médio pelo qual o endereço comprou os tokens que detém atualmente.

Por outro lado, 2,08 milhões de endereços, representando 25% de todos os detentores de LTC, mantêm suas moedas com lucro.

GIOM do Litecoin. Fonte: IntoTheBlock
GIOM do Litecoin. Fonte: IntoTheBlock

O declínio constante do preço do LTC levará a um aumento no número de investidores com prejuízo. Portanto, para evitar perdas de investimento, as baleias intensificaram a atividade de realização de lucros.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Previsão de preço

As leituras do indicador MACD do LTC confirmam a tendência de baixa em relação à altcoin. Os traders usam esse indicador para avaliar as tendências de preço, o momentum e as possíveis oportunidades de compra e venda no mercado.

Atualmente, o MACD do Litecoin (azul) estava abaixo de suas linhas de sinal (laranja) e zero. Quando o MACD de um ativo está configurado dessa forma, é um sinal de baixa que sugere que a atividade de venda supera o momentum de compra.

Se essa tendência continuar, o preço pode cair para US$ 63,98.

Gráfico do Litecoin no TradingView
Gráfico do Litecoin no TradingView

No entanto, se o sentimento do mercado mudar de baixa para alta, isso pode elevar o valor da moeda para US$ 68,60.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados