Ver mais

NTF: lenda da NBA é acusada de venda ilegal

2 mins
Por Maximilian M.
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A SEC está processando Shaquille O'Neal por vender ilegalmente uma coleção de NFTs.
  • O ex-jogador de basquete também faz parte de um processo contra a exchange de criptomoedas FTX.
  • A SEC já processou outras celebridades, como a atriz Lindsay Lohan.
  • promo

A lenda do basquete Shaquille O’Neal foi indiciada pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos EUA por vender uma coleção de NFTs de forma ilegal.

Além disso, o ex-atleta também está envolvido em um processo judicial envolvendo a exchange de criptomoedas FTX. Shaquille O’Neal nega as acusações feitas contra ele.

Leia mais: 5 criptomoedas para ficar de olho em junho

Por que Shaquille O’Neal está sendo indiciado?

A SEC utiliza no caso contra Shaquille O’Neal o mesmo argumento usado no caso contra o XRP da Ripple. O ex-jogador de basquete supostamente vendeu títulos não registrados com sua coleção Astral NFT.

O astro lançou esta coleção em 2022 com seu empresário musical e filho Myles O’Neal. A coleção faz parte de um metaverso 3D onde as pessoas podem operar avatares NFT únicos e intercambiáveis.

Os NFTs são negociáveis ​​na blockchain Solana (SOL) e em seu mercado Magic Eden. O metaverso também tem seu próprio DAO e oportunidades para membros da comunidade, como programas de renda e investimento.

O projeto também promete lançar um jogo Play-to-Earn (P2E) no terceiro ou quarto trimestre de 2023. Os investidores na coleção devem se beneficiar de todos esses projetos. Devido a isso, a SEC pretende classificar a venda da coleção como uma venda de títulos ilegais.

A autoridade de controle pretende usar o Teste Howey introduzido em 1946 como parte do procedimento. Isso permite verificar se a lenda do basquete realmente vendeu títulos ilegalmente por meio da cobrança de NFT. Esse é frequentemente o caso quando o emissor de um título promete aos investidores que eles terão lucros com o ativo em questão.

O ex-jogador de basquete promoveu a coleção várias vezes em suas redes sociais, atraindo pessoas para investir no projeto, alega a SEC em carta. Além disso, o projeto oferece aos investidores a oportunidade de obter lucros. De acordo com a ação, a coleção atende a todos os critérios para ser classificada como valor mobiliário.

NTF: lenda da NBA é acusada de venda ilegal
Fonte: Twitter

SEC reprime celebridades

De acordo com o processo, Shaquille O’Neal também teria promovido a agora insolvente exchange de criptomoedas FTX ao anunciar sua coleção NFT. Investidores que perderam grandes quantias de dinheiro com o colapso da exchange acusaram o astro do basquete.

No entanto, a estrela do basquete se recusou a aceitar as acusações. Ele se distanciou anteriormente da exchange de criptomoedas em dezembro de 2022, descrevendo-se como um “porta-voz pago”.

Shaquille O’Neal não é a única celebridade lutando com a SEC sobre a venda de criptomoedas ou NFTs. O rapper Soulja Boy, a atriz Lindsay Lohan e o boxeador Jake Paul enfrentaram acusações semelhantes. Como o BeInCrypto relatou anteriormente, a SEC também está reprimindo as empresas de criptomoedas atuantes nos Estados Unidos.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados