Ver mais

Lei Bitcoin completa seis meses em El Salvador

4 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Em fevereiro, apenas 14% das empresas receberam Bitcoin (BTC) como pagamento.
  • Apenas 2% das remessas foram feitas com criptomoedas.
  • A Chivo Wallet já atingiu 4 milhões de usuários.
  • promo

Desde a aprovação da Lei Bitcoin em El Salvador, o número de usuários da Chivo Wallet chegou a 4 milhões. No entanto, isso não significou uma adoção em massa da criptomoeda como um método de pagamento.

Quando o presidente de El Salvador, Nayib Bukele, anunciou a legislação da Lei Bitcoin, que fez da criptomoeda um ativo legal, o mundo financeiro e político ficou surpreso.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Esta foi uma medida única na história, pois poderia representar o primeiro caso de adoção em massa e legal do Bitcoin (BTC) no mundo.

Mas também houve críticas. Muitos economistas e opositores políticos colocam como principal desvantagem a volatilidade que esta moeda traz consigo. E, em um país onde o dólar é a moeda legal desde 2001, a chegada de um ativo tão volátil quanto o Bitcoin traria dúvidas.

O governo de Bukele continua apostando em seu projeto cripto. Para incentivar a adoção, ele lançou a Chivo Wallet, carteira digital voltada para salvadorenhos e que, segundo dados oficiais, já atingiu 4 milhões de usuários ou o que é o mesmo, que 61% do país.

O país também vem implementando medidas nacionais e regionais para a adoção dessa tecnologia. O gabinete de um prefeito já começou a receber pagamentos de impostos em Bitcoin, um bônus de US$ 30 foi distribuído para quem entrou na Chivo Wallet e eles têm um projeto de 500 milhões de dólares para fazer a Bitcoin City.

A cidade será focada em investidores nessa tecnologia e, segundo Bukele, não haverá impostos sobre imóveis, contratações ou impostos municipais.

Além disso, eles trouxeram ao mercado um título soberano de US$ 1 milhão citado em Bitcoin (BTC), por isso fizeram várias medidas para promover a criptomoeda.

Mas depois de seis meses, El Salvador ainda não adota totalmente o Bitcoin.

Uma adoção que vem desaparecendo

Os números não mentem e, se os números do governo são reais, a adoção dessa criptomoeda que aconteceu no início desta lei foi importante. Se 61% do país decidir aceitar essa tecnologia já será uma grande conquista, mas essa ascensão parou.

Primeiro, temos um fato revelador que é o uso do BTC como meio de pagamento, o que diminuiu nos últimos meses. Em novembro de 2021, 22% das empresas do país receberam pagamentos em Bitcoin.

No entanto, esse número caiu para 14% em fevereiro e se juntou à pesquisa na qual 92% dos comerciantes pesquisados consideram que o Bitcoin tem sido irrelevante para a sua economia.

E as remessas?

Mensalmente, El Salvador recebe milhões de dólares em remessas. Algo que o governo e muitos analistas esperavam é que eles seriam feitos através de criptomoedas, mas os dados mostram que este não tem sido o caso.

De acordo com o Banco Nacional de Reserva, banco central do país, o percentual de remessas enviadas pela Chivo Wallet é de cerca de 2%. Na verdade, apenas em janeiro foram enviados cerca de US$ 552 milhões em remessas, dos quais apenas US$ 10 milhões estavam em Bitcoin. Este, sem dúvida, é um percentual bastante baixo para o que se espera.

Como explicado na Bloomberg, a adoção dessa medida encontrou vários problemas desde o início. Primeiro, a plataforma Chivo Wallet teve muitas falhas que dificultaram a operação. Segundo, a volatilidade assustou muitas pessoas.

Deve-se lembrar que, quando esta lei foi aprovada, o preço do Bitcoin estava em US$ 48.000. Desde então, atingiu US $ 67.000 em um teto notável, e então começou a cair para uma baixa de US$ 36.000, o que significa uma queda de quase 50% de seu pico, e uma queda de 26% desde a aprovação da Lei do Bitcoin.

Fonte: Coinmarketcap

Problemas com a Carteira Chivo

Essas duas coisas mancharam a imagem geral do Bitcoin e sua carteira salvadorenho. O aplicativo tem gerado controvérsia no país. Críticos no Twitter denunciaram as falhas nas transferências e, como explica Jorge Habúl, presidente da Camarasal, Chivo Wallet só teve uma atração que foi o bônus de US$ 30 e já acabou.

“Ninguém pode dizer que o lançamento da Chivo Wallet foi bem sucedido, foi um lançamento com muitos problemas e, em vez de dar à população mais confiança sobre o uso de criptomoedas e dinheiro digital, gerou mais desconfiança.”

O salvadorenho comum não tem a capacidade de investir suas reservas em Bitcoin, muito menos usá-lo como um método de pagamento. O medo da volatilidade e a confiança generalizada com o dólar impedem isso.

Esse é um caso contrário ao que acontece em países como Venezuela e Argentina que, diante da perda do valor de sua moeda local, muitos preferem Bitcoin e outras criptomoedas para as suas economias.

Ainda assim, Bukele se recusa a desistir. No Twitter, ele disse repetidamente que o Bitcoin atingirá preços históricos e começou a resolver os problemas de seu aplicativo assinando um acordo com a AlphaPoint.

“Um aumento gigantesco de preços é apenas uma questão de tempo.”

Apesar das falhas, muitos analistas salvadorenhos concordam que a criptomoeda veio para ficar.

A Lei do Bitcoin: uma gama de novas oportunidades

A Lei do Bitcoin abriu uma nova janela de oportunidade para muitos investidores internacionais, que hoje veem o país da América Central como um bom ponto de investimento.

Um exemplo disso é a Paxful, uma exchange que cresceu 400% no número de usuários desde a chegada do Bitcoin, e está estudando investidores que consideram o país como um ponto de entrada.

O mesmo vale para o turismo. De acordo com o governo, o turismo cresceu 30% no último trimestre do ano motivado por criptomoedas, e 20% das transações relacionadas ao turismo foram feitas nessa moeda.

Veremos como essa lei se desenvolve e como o governo consegue implementar mais incentivos para pagamento com criptomoedas. O que é certo é que El Salvador fez algo histórico e, com todas as críticas e dúvidas que pode gerar, no mundo cripto isso é importante.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

images-e1706008039676.jpeg
Advertorial
Advertorial é o nome do autor universal para todo o conteúdo patrocinado fornecido pelos parceiros da BeInCrypto. Portanto, esses artigos, criados por terceiros para fins promocionais, podem não estar alinhados com as visões ou opiniões da BeInCrypto. Embora nos esforcemos para verificar a credibilidade dos projetos apresentados, esses artigos são destinados à publicidade e não devem ser considerados como aconselhamento financeiro. Os leitores são incentivados a realizar pesquisas...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados