Jordan Peterson compra Bitcoin para fugir da inflação

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • O psicólogo e escritor best-seller Jordan Peterson admitiu ter comprado Bitcoin (BTC) como forma de se proteger da inflação do dólar norte-americano.
  • Peterson publicou uma conversa que teve com Saifedean Ammous, economista e autor do livro O Padrão Bitcoin.
  • Cada vez mais analistas e investidores influentes do mercado estão alarmados sobre uma possível hiperinflação do dólar.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

O psicólogo e escritor best-seller Jordan Peterson admitiu ter comprado Bitcoin (BTC) como forma de se proteger da inflação do dólar norte-americano.

Na segunda-feira (15), Peterson publicou em seu canal no Youtube uma conversa que teve com Saifedean Ammous, economista e autor do livro O Padrão Bitcoin, gravada no inicio de setembro deste ano.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

No mesmo dia, o psicólogo respondeu um tuite de Ammous divulgando o vídeo, afirmando que a conversa foi determinante para que ele comprasse Bitcoin.

“O prazer é meu. Aprendi muito. Comprei mais Bitcoins. A inflação que se dane.”

Crise inflacionária no dólar pode ser real?

Os dois conversaram sobre diversos assuntos. No entanto, as diferenças entre o Bitcoin e o sistema financeiro tradicional foi o centro do debate, com Peterson se mostrando interessado e fazendo diversas perguntas.

Os comentários de Ammous e o tuite de Peterson chamaram a atenção especialmente sobre uma possível crise inflacionária que pode ocorrer no dólar. Essa possibilidade tem sido cada vez mais debatida, especialmente pelas recentes políticas monetárias adotadas pelo FED para combater a crise do Covid-19.

Desde o inicio da pandemia, em março de 2020, o banco central dos EUA tem imprimido e injetado trilhões de dólares na economia norte-americana. Com isso, cada vez mais analistas e investidores influentes do mercado estão alarmados sobre uma possível hiperinflação que pode ser desencadeada por essas medidas.

Um deles é Jack Dorsey, atual CEO do Twitter e da Square. Em outubro, ele disse que “a hiperinflação vai mudar tudo. Está acontecendo”. Em resposta, Max Keizer, popular entusiasta do BTC, afirmou que a criptomoeda chegar a US$ 100 mil poderia ser um indicativo do colapso do dólar.

O empresário e investidor Peter Thiel foi outro a correlacionar o aumento da inflação a ascensão das criptomoedas. Para ele, a alta de preços atuais de diversos ativos cripto é um indicativo que cada vez mais investidores estão procurando proteger seu capital.

Bitcoin como reserva de valor

Por ser um bem escasso e contar com mecanismo de emissão deflacionário, o Bitcoin é apontado por muitos como um bem de reserva de valor, chegando a ser classificado como o ouro digital.

Durante sua conversa com Jordan, Ammous destacou que o fato da criptomoeda ser totalmente descentralizada é outro ponto positivo em relação as moedas FIAT.

“No final do dia, o que me faz prestar atenção ao Bitcoin é que ele é um dinheiro neutro que ninguém pode controlar”.

Por ser descentralizado, o ativo não teria risco de sofrer com más decisões de políticos e instituições governamentais. Ele também afirmou que a intervenção estatal nas moedas fiduciárias seria “a causa raiz da maioria dos problemas econômicos que preocupam todos os economistas”.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.