Bitcoin (BTC) a US$ 100 mil pode indicar colapso do dólar, diz analista

EM RESUMO
  • Max Keizer, popular entusiasta do Bitcoin, juntou-se ao CEO do Twitter, Jack Dorsey, sobre os efeitos da hiperinflação nos Estados Unidos.
  • Keizer destacou que, quando o Bitcoin ultrapassar US$ 100.000, o "pânico real" começará em relação ao dólar americano.
  • Max Keizer disse que o dólar "está à beira de sucumbir a um colapso hiperinflacionário à medida que a confiança desmorona".
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

Max Keizer, popular entusiasta do Bitcoin (BTC), juntou-se ao CEO do Twitter, Jack Dorsey, sobre os efeitos da “hiperinflação” nos Estados Unidos.

Ele destacou que quando o Bitcoin ultrapassar US$ 100.000, “o pânico real vai começará ” em relação ao dólar americano.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Na última sexta-feira (22), Jack Dorsey destacou em seu perfil no Twitter que, devido às altas taxas de inflação registradas nos Estados Unidos, a situação tende a ficar ainda pior na principal economia do mundo.

“A hiperinflação vai mudar tudo. Está acontecendo”.

Fonte: Twitter

A mensagem do CEO do Twitter foi uma resposta às declarações do presidente do Federal Reserve (FED), Jerome Powell, que destacou que existe uma grande probabilidade de que as pressões inflacionárias “durem mais do que o esperado”, podendo serem prolongadas “até o próximo ano.”

Nesse sentido, Powell ressaltou que espera que o FED retire as medidas extraordinárias que vem proporcionando para ajudar a economia, o que muito provavelmente contribuiu para a alta inflação vista atualmente.

Max Keizer entra no debate

Em meio ao debate sobre a alta inflacionária que atravessa o país norte-americano, a posição de Max Keizer está muito próxima das opiniões do CEO do Twitter.

Na manhã desta segunda-feira (25), ele comentou sobre um tuite recente da colunista do WIRED, The New York Times e apresentadora do podcast Stitcher, Virginia Heffernan, que disse em resposta a Dorsey:

“Ninguém deve seguir o conselho de investimento de alguém que se considera um criador de mercado. Como é incrivelmente imprudente tuitar isso. Imoral. Jack, [você deve] banir [você mesmo].”

Fonte: Twitter

Diante da discordância de opiniões, Max Keizer assumiu uma posição clara e enfatizou:

“O pânico ainda nem começou. Quando o #Bitcoin ultrapassar US$ 100.000, o pânico *real* começará. O fato é que o $USD está à beira de sucumbir a um colapso hiperinflacionário, à medida que a confiança desmorona. Você está preparado para ser completamente aniquilada?”

Fonte: Twitter

Max Keizer não foi o único entusiasta do Bitcoin a apoiar Dorsey. O CEO da Microstrategy, Michael Saylor, também comentou via Twitter:

“A inflação é o problema. #Bitcoin é a solução ”.

Por sua vez, Dan Held expressou-se nesta mesma linha de pensamento:

“Felizmente, temos Bitcoin.”

No entanto, nem todos os comentários foram positivos. O conhecido crítico do Bitcoin e entusiasta do ouro Peter Schiff aproveitou o palco para mostrar sua simpatia pelo metal precioso como proteção contra a inflação:

“Só não espere encontrar refúgio no #Bitcoin. Para se proteger da #hiperinflação, você precisará possuir ativos reais. #ouro se qualifica, mas o Bitcoin não.

O que ficou evidenciado no Twitter é que a discussão sobre a inflação nos Estados Unidos e a “força” do dólar está longe de terminar. As próximas semanas serão muito interessantes e intensas no campo do debate econômico mundial.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.