Exchanges e grandes players devem retomar alta do mercado, diz CEO da FTX

Atualizado por Anderson Mendes
EM RESUMO
  • “Sinto que temos a responsabilidade de considerar seriamente intervir, mesmo que seja uma perda para nós mesmos, para conter o contágio", diz Sam Bankman-Fried.
  • CEO da FTX culpou o FED pelo momento atual do mercado cripto.
  • SBF também defendeu uma maior regulamentação de toda a indústria.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

Para Sam Bankman-Fried, tanto a FTX como outras grandes empresas cripto possuem a responsabilidade de intervir e conter o inverno que tem assolado esta indústria.

Em entrevista à NPR, o bilionário cripto comentou sobre o momento atual vivido pelo mercado. Além das fortes desvalorizações de preço das criptomoedas, este segmento tem sido amplamente abalado pelo crash do ecossistema Terra (LUNA) e pela crise de liquidez da Celsius, sem falar nas dificuldades de diversas stablecoins em manter suas paridades ao dólar.

Todos esses eventos têm gerado uma pressão regulatória cada vez maior nas principais economias do mundo, sendo com isso possível afirmar que o mercado cripto não vive seu melhor momento.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

CEO da FTX dá receita para o fim do inverno cripto

Na visão do fundador da FTX, está na hora dos grandes players dessa indústria usarem de sua reputação para ajudar as empresas e projetos que estão passando por dificuldade, mesmo que isso cause perdas no curto prazo.

“Sinto que temos a responsabilidade de considerar seriamente intervir, mesmo que seja uma perda para nós mesmos, para conter o contágio. Mesmo se não fomos nós que causamos ou não estávamos envolvidos nisso. Acho que é isso que é saudável para o ecossistema e quero fazer o que pode ajudá-lo a crescer e prosperar.”

Como exemplo, Bankman-Fried menciona o socorro que sua empresa deu para a Liquid no ano passado. Após a exchange japonesa ter sido invadida por hackers e ter US$ 100 milhões de seus fundos roubados, a FTX empresou US$ 120 milhões para que a exchange pudesse dar a volta por cima.

“Nós, acho que cerca de 24 horas depois, intervimos e demos a eles uma linha de crédito bastante ampla para poder cobrir todas as suas demandas, para garantir que os clientes fossem atendidos enquanto pensavam na solução de longo prazo”, destacou o empresário.

De fato, foi possível observar como uma maior cooperação pode ser a salvação para diversos projetos na semana passada. As quedas de preço do Bitcoin (BTC) quase resultaram na falência da Celsius. Por sorte, a empresa conseguiu novos empréstimos que aumentaram suas margens. Além disso, um investidor de sua própria comunidade apresentou um plano de recuperação para a empresa.

FED é o verdadeiro culpado

Apesar de pregar uma maior união no setor cripto, Sam Bankman-Fried não ficou em cima do muro na hora de apontar os culpados pelo declínio desta indústria. Para ele, “o principal impulsionador disso foi o FED”.

O CEO da FTX comenta que a política atual da entidade em aumentar a taxa de juros dos Estados Unidos para combater a cada vez maior inflação no país está causando pânico em diversos mercados, com muitos temendo a chegada de um longo período de recessão econômica global. Na semana passada, o FED ajustou os juros dos EUA entre 1,5% e 1,75% – maior taxa desde 1994.

“Literalmente, os mercados estão com medo. As pessoas com dinheiro estão com medo”, disse o empresário.

Ao usar como exemplo a atual crise que o fundo de hedge cripto Three Arrows Capital (3AC) tem enfrentado, SBF comenta em seu Twitter que uma maior regulamentação pode ajudar toda a indústria. Isso se daria, na visão do empresário, pois haveria mais transparência para manter o crédito institucional transparente para investidores de varejo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.