EUA, Coreia do Norte, OpenSea e NFTs nas notícias da manhã – Bom dia, cripto!

2 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Os EUA sancionaram três pessoas acusadas de envolvimento com a Coreia do Norte.
  • O trio, de origem chinesa, teria ajudado hackers do país, como o Lazarus Groups.
  • Um ex-executivo da OpenSea acusado de Insider trading será julgado nos EUA.
  • promo

Bom dia, entusiastas de criptomoedas! As autoridades estão cada vez mais de olho no que acontece no mercado cripto, o que indica um olhar maior nas atividades ilegais que ocorrem no setor. Se você quer saber o que está acontecendo no mercado, confira estas notícias que o BeInCrypto separou para você!

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

EUA sanciona três pessoas acusadas de colaborar com a Coreia do Norte

Três pessoas ligadas à Coreia do Norte receberam sanções dos EUA na segunda-feira (24), de acordo com um anúncio do Departamento do Tesouro do país.

O trio, natural da China, é acusado de apoiar o país asiático através de atividade cibernética maliciosa e financiamento ilícito.

“O uso de redes de facilitação ilícitos da Coreia do Norte para acessar o sistema financeiro internacional e gerar capital usando dinheiro virtual para o programa ilegal de armas de destruição em massa e mísseis balísticos ameaça diretamente a segurança internacional”, diz o comunicado.

O governo da Coreia do Norte usa os fundos para financiar seu programa nuclear.  A arrecadação dos fundos normalmente ocorre através de hackers como o Lazarus Group.

Os EUA acreditam que dois dos acusados forneciam suporte material ao Lazarus Groups Eles também responderiam diretamente ao serviço de inteligência da Coreia do Norte.

O terceiro, por outro lado, teria atuado em favor do Banco Kwangson.

Ex-executivo do OpenSea será julgado por insider trading de NFTs

O ex-gerente de produtos do OpenSea, Nathanial Chastain, vai à julgamento por insider trading de NFTs.

De acordo com a Bloomberg, ele é acusado de fraude e lavagem de dinheiro e pode pegar uma sentença de até 20 anos para cada crime, se condenado.

Chastain foi preso em junho de 2022, após denúncias da comunidade do OpenSea. Ele estaria usando informações confidenciais da empresa para ganhos pessoais.

Uma das funções do executivo era selecionar quais NFTs apareceriam na página principal do mercado. Normalmente, os preços dessas coleções disparam em seguida à listagem.

De acordo com as denúncias da comunidade, Chastain comprava os NFTs antes da listagem e em seguida os vendia a preços mais altos, através de carteiras secretas.

A defesa do acusado, por outro lado, alega que a informação da listagem não era propriedade da OpenSea e não tinha “valor inerente para a empresa”. Além disso, empregados tinham autorização para negociar NFTs na página principal na época.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados