Ver mais

Como SBF paga custos judiciais? Acionistas da FTX querem saber

3 mins
Por Josh Adams
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Sam Bankman-Fried é acusado de obstruir os liquidatários nomeados pelo tribunal para sua holding falida.
  • Credores estão frustrados com o alegado comportamento não cooperativo de SBF.
  • O fundador da FTX está detido no Brooklyn e enfrenta uma série de acusações criminais de fraude.
  • promo

O ex-CEO e cofundador da FTX, Sam Bankman-Fried (SBF), enfrenta um novo desafio relacionado à queda da exchange. Agora, os acionistas da empresa estão buscando reembolsos, de acordo com uma análise de documentos judiciais pelo The Telegraph.

De acordo com uma reportagem de sábado (2), o fundador da exchange é acusado de não cooperar com os liquidatários nomeados por um tribunal de Antigua para supervisionar a holding falida Emergent Fidelity Technologies (EFT).

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

SBF bloqueou liquidação de holding falida?

A EFT foi cofundada pelo próprio Sam Bankman-Fried e pelo ex-executivo Gary Wang. Ela entrou com pedido de falência no dia 23 de fevereiro de 2023.

“Num depoimento visto pelo jornal britânico The Telegraph os liquidatários afirmaram: ‘O Sr. Bankman Fried não cooperou com os liquidatários nem forneceu os documentos corporativos da EFT’”.

Até recentemente, a EFT possuía 56 milhões de ações do aplicativo de negociação Robinhood, no valor de US$ 606 milhões. Esta participação foi congelada pelo Departamento de Justiça dos EUA (DoJ) devido a amplas acusações de fraude contra SBF no final de 2022.

Ainda assim, os credores da FTX olharam para o estoque de ações na esperança de recuperar as perdas decorrentes da súbita implosão da exchange.

A Robinhood recuperou as ações na sexta-feira, com os rendimentos retidos em uma conta do governo por ordem de um juiz federal. No entanto, a saga prolonga-se conforme credores insistem que Bankman-Fried impede o processo de liquidação da EFT.

Como Bankman-Fried paga suas contas?

Na declaração, os liquidatários nomeados pelo tribunal acusaram SBF de não fornecer os registos empresariais da EFT. Eles também alegam que ele apresentou cerca de 16 pedidos obstruindo o seu trabalho, apesar de professar pobreza relativa.

Bankman-Fried afirma publicamente ter gastado seus últimos US$ 100.000 em dinheiro, conforme determinado pela primeira vez em dezembro de 2022.

O The Telegraph perguntou duas vezes ao seu advogado, David Dorsett, como o seu cliente estava pagando os honorários advocatícios, considerando a sua alegada falta de meios. No entanto, o advogado não quis comentar.

Os credores ficaram indignados com o que chamam de obstrução deliberada por parte de Bankman-Fried. Alguns acreditam que suas manobras legais em Antígua violam os termos da fiança que limitam seus gastos, que são limitados a US$ 1.000 por dia.

Embora ele lamente publicamente as restrições à fiança e a diminuição dos fundos, as moções dos credores exigindo divulgações financeiras de Bankman-Fried ficaram sem resposta.

Em resposta aos esforços paralisados dos liquidatários da EFT, um juiz de Antigua enfatizou a necessidade urgente de adquirir registos financeiros completos para os ativos da holding. O advogado de Bankman-Fried afirma que seu cliente cumpriu e cooperou totalmente com as ordens do juiz.

No entanto, em vários casos, SBF negligenciou o pagamento de honorários advocatícios e custos de segurança, conforme ordenado pelo tribunal.

SBF responde pela falência da FTX

A prolongada luta legal destaca as consequências latentes do colapso chocante da FTX. Antes avaliada em US$ 32 bilhões, a exchange de criptomoedas desmoronou em meio a acusações de uso indevido de fundos de clientes e ativos inflacionados.

Bankman-Fried enfrenta agora acusações criminais de fraude em Nova York, ao mesmo tempo em que credores e investigadores tentam desvendar os destroços. O julgamento do fundador da FTX deve começar em outubro.

Enquanto isso, o outrora favorito gênio cripto está detido no Centro de Detenção Metropolitana do Brooklyn, para onde foi transferido depois que um juiz o acusou de intimidar testemunhas.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora-chefe do BeInCrypto Brasil. Jornalista de dados com formação pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia pela Globo e, agora, está se aventurando pelo mundo cripto. Tem passagens na Gazeta do Povo e no Portal UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados