Ver mais

Justiça dos EUA acusa SBF de fraude e anuncia investigações separadas

3 mins
Atualizado por Aline Fernandes

EM RESUMO

  • SBF será extraditado para os EUA.
  • Ex-CEO da FTX é acusado de lavagem de dinheiro, fraude eletrônica e mobiliária entre outras.
  • Samuel Bankman-Fried terá julgamentos separados.
  • promo

O CEO e fundador da FTX, Sam Bankman-Fried (SBF) foi acusado formalmente pela Procuradoria dos EUA para o Distrito Sul de Nova York “de orquestrar um esquema para fraudar investidores”. Ele será extraditado para os Estados Unidos.

O anúncio não apenas da prisão, mas de todo caso está sendo comunicado em tempo real no Twitter e transmitido ao vivo pelo Facebook da procuradoria na tarde de terça-feira (13). Além da justiça de NY, a SEC também tuítou o anúncio sobre as acusações contra a FTX.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

As investigações sobre outras violações da lei de valores mobiliários, outras entidades e pessoas relacionadas à suposta má conduta estão em andamento e serão julgadas separadas, disseram as autoridades da Comissão de Valores Mobiliários americana, antes da coletiva de imprensa.

Foi criada uma força tarefa envolvendo autoridades como a SEC, a Commodity Futures Trading Commission CFTC), justiça americana e o FBI. As autoridades explicaram que “dinheiro sujo foi usado para comprar influência bipartidária e impacto em Washington” e fizeram um apelo para que qualquer um que tenha participado de irregularidades na FTX ou Alameda, vá até as autoridades o quanto antes.

“Recomendamos fortemente que você venha nos ver antes de irmos até você”.

SBF foi acusado de abusar da confiança das vítimas/clientes da FTX ao usar recursos deles para alavancar outras posições no mercado, fraude eletrônica ao negociar ativos digitais e produtos ou serviços como os usados em investimentos de alto risco e outras empresas de ativos digitais para benefício próprio e lavagem de dinheiro.

Membros da força-tarefa disseram estar determinados a fazer “todos os esforços para recuperar as perdas dos usuários lesados”.

“Seremos persistentes em perseguí-lo e mostrar que SBF foi levado à Justiça. Vamos responsabilizá-lo. Fraude é Fraude”.

Perdas ultrapassam US$ 8 bi

As perdas dos clientes da FTX já ultrapassam US$ 8 bilhões e podem ser maiores de acordo com os porta vozes da justiça de Nova York.

SBF também é acusado de usar os recursos dos clientes para compra de imóveis, fazer grandes doações políticas, desviar fundos milionários para a Alameda e fazer empréstimos para si mesmo.

As reclamações começaram em 2019 e terminaram com a prisão do empresário de 30 anos que enganou um mercado que já chegou a valer mais de US$ 1 bilhão e hoje vive dias sombrios com o inverno cripto e crise de confianças nas exchanges descentralizadas.

“Ele também forneceu à Alameda uma linha de crédito virtualmente ilimitada financiada por clientes da FTX. Todo o castelo de cartas começou a desmoronar com a queda dos preços dos ativos em maio de 2022 quando começava o inverno cripto”, declarou uma das autoridades da promotoria durante a coletiva desta terça feira.

Preso nas Bahamas, o californiano continuou fazendo declarações enganosas ao investidores da FTX, sobre sua gestão de risco até o dia 11 de novembro, quando declarou falência da Alameda e afiliados, disseram os procuradores hoje.

Na ação civil paralela, a SEC apresentou acusações contra um banco que orquestrou um esquema de anos para levantar mais de 1,8 bilhão de dólares de investidores em ações com base em mentiras FTX

Preso em Bahamas

O governo dos Estados Unidos enviou o pedido de prisão para a Força Policial Real das Bahamas, que também tem a própria investigação contra o ex-CEO da FTX, mas parece querer tirar alguma vantagem pela corretora cripto estar baseada na ilha.

O primeiro-ministro das Bahamas, Philip Davis, afirmou que ambos os países têm “um interesse comum em responsabilizar todos os indivíduos associados à FTX que possam ter traído a confiança pública e infringido a lei.

documento oficial governo Bahamas

Bankman-Fried foi detido um dia antes de prestar depoimento online a legisladores dos EUA . Ele inclusive tuitou dizendo estar disposto a testemunhar.

Bahamas pediu para SBF cunhar novas criptomoedas

A agência de notícias Bloomberg afirmou em uma publicação citando os advogados da FTX ,que o governo das Bahamas teria pedido à Bankman-Fried para cunhar novas criptomoedas quando a FTX entrou em colapso, e depois transferir os tokens para as autoridades da ilha.

Antes de ser preso, advogados da FTX disseram que “funcionários do governo das Bahamas trabalharam em estreita colaboração com Sam Bankman-Fried e tentaram ajudá-lo a recuperar o acesso aos principais sistemas de computador da falida FTX Trading”.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados