Ver mais

Clientes da Binance reclamam de contas suspensas no Twitter

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Clientes da Binance levantaram a hashtag #BinanceStopScamming no Twiter esta semana, para mostrar sua insatisfação com a exchange.
  • Usuários alegam que suas contas foram suspensas ou encerradas sem nenhum motivo para isso.
  • Grande parte dos clientes são da África, especialmente da Nigéria.
  • promo

Diversos usuários da Binance, especialmente na África, estão acusando a exchange de congelar os seus fundos e impossibilitar novas negociações de criptomoedas.

A hashtag #BinanceStopScamming, traduzida como “Binance pare de realizar golpes”, passou a ser aderida por milhares de usuários no Twitter nesta semana.

Foi observado que grande parte desses usuários são residentes da África, principalmente na Nigéria. Entre as principais reclamações, está a o fato da exchange congelar as contas de seus clientes sem nenhum motivo aparente, impossibilitando que os usuários consigam sacar ou negociar suas criptomoedas.

Vale destacar que a Binance é uma das exchanges mais utilizadas na Nigéria, muito em conta da sua plataforma peer-to-peer (P2P). Com ela, nigerianos conseguem se esquivar das medidas restritivas que o governo local impõe ao mercado cripto.  

Clientes mostram indignação

O perfil @AmaJudy_ afirma que está com a sua conta suspensa a 10 meses e que em diversas vezes tentou entrar em contato com o serviço de atendimento ao cliente da Binance para resolver a questão. “Até agora não recebi nenhum motivo tangível para esse ato”, disse ela.

Outro usuário que chamou a atenção foi @Mickey_Mickson, que diz que sua conta contendo cerca de US$ 500 mil em altcoins está congelada há 4 meses.

Diversos usuários relataram estar passando por problemas parecidos. Além disso, virou destaque uma parte do termo de condições da Binance, que supostamente autoriza a exchange a fechar a conta de qualquer cliente sem dar satisfações.

“Termos e Condições da Binance. A primeira frase contém uma cláusula, e isso é insano.”

“A comunidade Binance e Binance Chain se reserva o direito de recusar o serviço do Site, ou barrar transações de ou para, ou encerrar qualquer relacionamento com qualquer usuário por qualquer motivo (ou por sem motivo) a qualquer momento.”

O compartilhamento de prints contendo essa cláusula gerou ainda mais ira e indignação por parte dos clientes da exchange.

Binance busca uma solução

Devido a proporção que a hashtag teve, a Binance utilizou seu perfil no Twitter para pedir calma aos seus clientes, afirmando que estava trabalhado para resolver os problemas.

A exchange solicitou aos usuários que estavam com as contas suspensas que preenchessem um formulário, para que as investigações e resolução das questões fossem resolvidas de maneira mais rápida.

A Binance ainda destacou que “restringe proativamente as contas para proteger os fundos dos usuários. Outras vezes, temos que restringir contas a pedido de autoridades. Mas nunca vamos restringir contas sem uma boa razão.”

Recentemente, a Crypto.com precisou suspender o saque de seus clientes após sofrer um ataque hacker, que resultou num prejuízo milionário para a exchange. No entanto, não parece ser esse o problema dos clientes da Binance.

Porém, assim como em outras regiões do mundo, a Binance tem enfrentando restrições governamentais de alguns países africanos, especialmente na África do Sul, onde precisou remover diversos de seus serviços.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados