Carteira de Bitcoin é reativada após mais de uma década

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Investidor lucrou 2.800% em 10,5 anos.

  • Em dezembro várias baleias movimentaram carteiras inativas há décadas.

  • Usuários reativam endereços por vários motivos que vão desde perder as chaves até o esquecimento da carteira BTC.

  • promo

    Deposite 100€ e Negocie 100€, Nada Menos! Negocie CFDs de Cripto Com Zero Comissões na Libertex Negocie agora

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Mais um endereço de Bitcoin inativo voltou a operar após 10 anos.

O dono da carteira de Bitcoin reativou e transferiu 170.031 BTC de um saldo total de 500 BTC. Esse movimento de baleias tem se tornado frequente nas últimas semanas e ainda não está muito claro para o mercado o que essas movimentações significam.

imagem : Whale Alert

Muitos desses endereços podem ser de usuários que perderam as chaves privadas de acesso ou até de pessoas que sequer lembram que têm carteiras de Bitcoin. Alguns são de Baleias que comparam a criptomoeda quando ela foi lançada em 2008, há 13 anos.

A maioria dos endereços inativos são reativados após quase um década ou mais sem qualquer movimentação. O usuário 8BTCnews tuitou sobre esta transação dizendo :

“De acordo com o Whale Alert, um endereço inativo contendo 500 #BTC ($ 23.733.648) foi ativado após 10,5 anos (valendo apenas $ 8.425 em 2011). Os dados da rede mostram que por volta das 18:52 de 29 de dezembro (UTC), o endereço transferiu 170.031 BTC (no valor de $ 8.119.302)”.

Os números mostram o tamanho do lucro desse investidor: 2.800% em mais de dez anos, o que pode indicar uma realização de lucros em um momento que o dono da carteira considerou positivo ou até por medo do Bitcoin perder ainda mais valor. Já que este ano a criptomoeda chegou a mais de US$ 69 mil e agora está valendo cerca de US$ 47 mil.

Baleias estão movendo Bitcoin

Na véspera de Natal, uma baleia de Bitcoin moveu US$ 97 milhões da Coinbase para um endereço desconhecido. Estima-se que a baleia tenha pago apenas US$ 5,21 para movimentar esse alto valor.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Outra baleia chamou a atenção do mercado ao mover mais de US$ 500 milhões em Bitcoin (BTC) em uma única transação em 18 de dezembro. Segundo o Whale Alert, a carteira realizou uma transferência de 10.836 BTC, cerca de US$ 513 milhões pela cotação atual.

Um dia após esta operação, outra carteira com milhões de dólares com a criptomoeda mais popular do mundo foi reativada. A carteira da baleia tinha 235 BTC, o equivalente a mais de US$ 11 milhões na cotação do Bitcoin desta quinta-feira. A descoberta pelo Whale Alert aconteceu após a movimentação de 100 BTC – quase US$ 5 milhões.

Importância das baleias para o mercado

Perfis como o Whale Alert que monitoram esses movimentos – são usados por milhares de investidores e traders ao redor do mundo. As transações informadas não servem apenas para chamar a atenção pelos seus altos valores, mas para auxiliar na tomada de decisão sobre a compra ou venda de um ativo.

Por serem os usuários com maior capital no mercado, as baleias possuem o poder de impactar profundamente o preço de um ativo. Grandes transferências de fundos para carteiras de exchanges são vistas com pessimismo, pois geralmente antecedem grandes ordens de venda no mercado, causando quedas de preço e liquidações.

Por outro lado, o envio de criptomoedas para endereços fora das exchanges, as chamadas carteiras frias, indica que as baleias acreditam que o preço do ativo em questão ainda irá subir

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 - incluindo a cobertura do último pregão viva voz no Brasil. Coordenou um grupo de dez correspondentes em três continentes para decidir as pautas mais relevantes do dia para o telespectador. Já participou de treinamentos e cursos no exterior, passou em zonas de guerra na Cisjordânia, Faixa de Gaza, fronteiras da Síria, Líbano, além da Jordânia e Egito. Atualmente estuda Mídias e Marketing Digital na pós-graduação da ESPM. Acredita no trabalho com ética, excelência, profissionalismo e no bom jornalismo. O futuro é o que estamos realizando agora.

SEGUIR O AUTOR

Negocie CFDs de Cripto com Zero Taxas de Comissão.      

Comece Hoje!

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install