Ver mais

Bitcoin salta após Hong Kong anunciar mudança na regulamentação

3 mins
Por Josh Adams
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • O Bitcoin sofreu um aumento modesto após o anúncio de que Hong Kong relaxará a regulamentação.
  • O preço do Bitcoin subiu mais de 2%, de cerca de US$ 26.800 para US$ 27.384, após a notícia.
  • Apesar do desenvolvimento positivo, o Bitcoin continua lutando para quebrar a marca de US$ 27.000.
  • promo

O Bitcoin (BTC) sofreu um aumento modesto após a notícia de que Hong Kong relaxará o comércio de criptomoedas. No entanto, até agora, a criptomoeda parece seguir rumo a um mês de maio nada empolgante.

Do ponto de vista regulatório, Hong Kong ainda é uma jurisdição difícil para cripto de várias maneiras. Em parte, devido à pressão da China continental.

Leia mais: 5 criptomoedas para ficar de olho em junho

O preço do Bitcoin disparou em reação às notícias de que Hong Kong está adotando uma direção pró-cripto, de acordo com um relatório da CNBC. Na terça-feira (23), a Comissão de Valores Mobiliários e Futuros de Hong Kong anunciou que permitirá a negociação no varejo de alguns criptoativos a partir do dia 1º de junho.

Hong Kong impulsiona rali

O BTC disparou de cerca de US$ 26.800 às 1h10 UTC para US$ 27.384 pouco mais de duas horas depois. Um aumento de mais de 2%, de acordo com o CoinMarketCap. O Bitcoin tem lutado para quebrar a marca de US$ 27.000 desde a última quinta-feira.

A criptomoeda mais antiga do mundo seguiu tendências negativas durante a maior parte de maio. Apesar disso, ela ainda está bem acima dos cerca de US$ 16.500 com que começou 2023.

O Bitcoin também não viu um pico tão esperado do “Pizza Day”. O dia celebra o aniversário anual da primeira transação do mundo real usando Bitcoin, onde 10.000 unidades foram trocadas por duas pizzas no dia 22 de maio de 2010.

No entanto, o Bitcoin ainda está passando por um período prolongado de domínio em comparação com outras criptomoedas, ficando acima de 45% desde o início de março.

Fonte: CoinMarketCap

Bitcoin aprovado para investimento no varejo

Hong Kong acaba de terminar um período de consulta sobre a política em que receberam 152 apresentações por escrito.

De acordo com um comunicado oficial:

“Uma maioria significativa dos entrevistados concordou com nossa proposta de permitir que operadores licenciados de plataformas de negociação atendam a investidores de varejo”.

O regulador convidou as empresas de criptomoedas a se registrarem, mas enfatizou que aquelas que não o fizerem deveriam “proceder a um fechamento ordenado de seus negócios em Hong Kong”.

O anúncio também enfatizou que o SFC não aprovou nenhuma plataforma de negociação de ativos virtuais. Também deixou claro que a maioria dos serviços de negociação disponíveis não são regulados pelo SFC.

As exchanges em Hong Kong também podem listar apenas um pequeno número de ativos digitais.

Cidade ainda é rígida com criptomoedas

A cidade chinesa tem uma história como centro financeiro que remonta a décadas. Embora, sua abordagem aos ativos digitais tenha sido mais cautelosa. Sem dúvida, isto é influenciado pelo governo da parte continental da China, que tem uma postura muito dura contra o setor.

No dia 9 de maio, o chefe-executivo da Autoridade Monetária de Hong Kong, Eddie Yue, disse que os regulamentos “serão rígidos”:

“Vamos deixá-los criar o ecossistema aqui, e isso realmente traz muita emoção. Mas isso não significa regulamentação leve”, disse ele no Bloomberg Wealth Asia Summit.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados