Bitcoin btc
$ usd

Binance e CZ podem ser acusados de lavagem de dinheiro nos EUA, diz site

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • O DoJ considera acusar a Binance e alguns de seus executivos, incluindo o CEO Changpeng Zhao (CZ), criminalmente, segundo a Reuters.
  • As investigações contra CZ e sua companhia começaram em 2018.
  • Binance se manifestou e disse que o site está equivocado.
  • promo

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) considera acusar a Binance e alguns de seus executivos, incluindo o CEO Changpeng Zhao (CZ), criminalmente.

Conforme noticiado pela Reuters, que ouviu duas fontes familiarizadas com a questão, o DoJ discute se segue com as investigações e acusa a exchange formalmente ou busca um acordo judicial com os seus advogados.

As investigações contra CZ e sua companhia começaram em 2018, em Seattle, após ser analisado que diversos criminosos usaram a plataforma da Binance para transferir e lavar fundos obtidos de maneira ilícita.

Mesmo após quatro anos de investigação, alguns membros da força tarefa acreditam que mais provas precisam ser coletadas para que um processo criminal seja instaurado. Com isso, o futuro da maior exchange de criptomoedas do mundo segue incerto nos EUA.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Binance refuta matéria

A Binance não demorou para se manifestar a respeito da matéria. Em seu perfil no Twitter, a exchange afirma que as informações divulgadas pela Reuters não condizem com a realidade:

“Reuters está errada de novo. Agora eles estão atacando nossa incrível equipe de aplicação da lei. Uma equipe da qual estamos incrivelmente orgulhosos – eles tornaram as criptomoedas mais seguras para todos nós. Aqui está a declaração completa que enviamos ao repórter e um blog sobre nossa notável equipe de aplicação da lei.”

Em comunicado oficial, o chefe global de inteligência e investigações da exchange, Tigran Gambaryan, afirma que a companhia sempre caminhou de acordo com os órgãos reguladores e investigativos, já tendo respondido a mais de 47 mil solicitações de aplicações da lei somente a partir de novembro de 2021.

Gambaryan ainda observa que a Binance aumentou sua equipe de segurança e compliance em mais de 500%, sendo atualmente “possivelmente a mais forte em todo o setor financeiro”. Já um porta-voz da exchange disse:

“Como foi amplamente divulgado, os reguladores estão fazendo uma revisão abrangente de todas as empresas de criptografia em relação a muitos dos mesmos problemas. Essa indústria nascente cresceu rapidamente e a Binance demonstrou seu compromisso com a segurança e a conformidade por meio de grandes investimentos em nossa equipe, bem como no ferramentas e tecnologia que usamos para detectar e impedir atividades ilícitas”.

BNB

O token nativo da exchange, o BNB, opera em queda nesta segunda-feira (12), com uma desvalorização de 5% nas últimas 24 horas, segundo o CoinGecko. No entanto, a criptomoeda não sofreu grandes oscilações desde que as últimas atualizações sobre as investigações nos EUA foram divulgadas.

Mesmo assim, o BNB foi a segunda criptomoeda entre as 25 maiores em capitalização que mais perdeu valor no acumulado dia, ficando somente atrás da Dogecoin (DOGE), que caiu 6,4% nas últimas 24 horas.

Recentemente, analistas da comunidade cripto acusaram a Binance de manipular o preço do ativo, fazendo algo semelhante ao que a FTX fazia com o seu token nativo FTT.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Formado em Administração de Empresas pela Universidade Positivo, Anderson atua como redator para o BeInCrypto há 2 anos. Escreve sobre as principais notícias do mercado de...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados