Ver mais

Binance é acusada de vender créditos de credores em meio ao acordo com a Gopax

2 mins
Por Harsh Notariya
Traduzido Aline Fernandes

EM RESUMO

  • A Binance é acusada de vender créditos de credores com descontos de 50% em meio ao acordo com a Gopax, levantando preocupações regulatórias.
  • A exchange adquiriu ações da Gopax a preços reduzidos, vendendo créditos de ativos das vítimas em vez de usar fundos próprios.
  • As perdas financeiras subiram com o aumento dos valores das criptomoedas; o FSC examina os documentos de transação da Binance-Gopax.
  • promo

A Binance está sendo acusada de vender créditos de credores com desconto de 50%, conforme a agência de notícias sul-coreana Bloomingbit.

Essa ação polêmica levantou preocupações entre investidores e reguladores após acordo com a Gopax..

Binance é a maior acionista da Gopax

A maior plataforma cripto centralizada do mundo aquiriu uma participação significativa na exchange de criptomoedas sul-coreana Gopax, tornando-se sua maior acionista. Em meio a uma crise financeira no ano passado, a Gopay, um serviço de custódia de criptomoedas operado pela Gopax, suspendeu as retiradas, bloqueando cerca de 70 bilhões de won (cerca de US$ 51,5 milhões).

Assim a Binance prometeu compensação total aos investidores afetados e comprou ações da Gopax a um preço reduzido. No entanto, em vez de compensar com seus próprios fundos, a Binance vendeu os ativos reivindicados pelas vítimas por menos da metade de seu valor.

Acordo Binace-Gopax

Essa decisão ocorreu pouco antes de um aumento significativo nos valores das criptomoedas, incluindo o Bitcoin (BTC). Consequentemente, as perdas financeiras das vítimas aumentaram. A dívida relacionada à Gopay agora subiu para cerca de 100 bilhões de won (~ US$ 73,6 milhões), sem contar os valores reembolsados.

De acordo com uma pessoa familiarizada com o acordo Binance-Gopax, a Binance vendeu as reivindicações de ativos da Genesis Global Capital em agosto passado. Essa venda teve como objetivo financiar a segunda parcela de compensação para os investidores da Gopay. A Genesis Global Capital desempenhou um papel crucial nas operações financeiras ligadas à Gopay.

A estratégia empregada pela Binance deixou a Gopax em uma posição difícil. Os 50% restantes da indenização para as vítimas dependem da conclusão da aquisição da Gopax pela Binance.

Enquanto isso, em um cenário contrastante, a exchange Gemini, com sede nos EUA, começou a desembolsar 97% de seus fundos vinculados após a aprovação do plano de compensação da falência da Genesis por um tribunal dos EUA.

Gopax mantém silêncio

Apesar do desenrolar dos acontecimentos, a Gopax permaneceu em silêncio sobre o assunto. A exchange indicou anteriormente que usou o Binance Industry Recovery Fund (IRI) para os pagamentos iniciais de compensação. No entanto, os pagamentos subsequentes foram financiados pela receita das vendas de ativos reivindicados.

Durante o crash do mercado cripto de 2022, o ex-CEO da Binance, Changpeng Zhao, anunciou o IRI para ajudar projetos que eram fortes, mas que estavam em uma crise de liquidez. No entanto, a Comissão de Serviços Financeiros da Coreia do Sul (FSC) está agora examinando os documentos relacionados à aquisição da Gopax pela Binance.

“O relatório de mudança executiva conforme a Lei de Informações Financeiras Específicas é decidido considerando se ele pode atingir objetivos como prevenção de lavagem de dinheiro, estabelecimento de ordem legal e prevenção de atividades ilegais. Estamos investigando se a transação entre a Binance e a Gopax atende a esses critérios”, disse um funcionário da FSC.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados