Ver mais

Ajude as vítimas das chuvas no RS e destine parte do seu Imposto de Renda – saiba aqui como

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Saiba como ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, destinando até 6% do seu imposto devido diretamente para instituições de apoio.
  • Doações com PIX ultrapassaram R$ 100 milhões.
  • É possível doar em criptomoedas como Bitcoin, USDC, USDT e BRLA.
  • promo

Saiba como ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul (RS), destinando até 6% do seu imposto devido diretamente para instituições de apoio. Também é possível, por exemplo, fazer doações com criptomoedas.

Na época de declaração do Imposto de Renda, uma oportunidade de auxiliar quem mais necessita se apresenta. Os contribuintes podem destinar até 6% do valor devido à Receita Federal para ajudar as vítimas das chuvas no RS. Este gesto solidário não só ajuda os necessitados, mas também reduz o valor do imposto a ser pago.

Segundo o advogado tributarista Leandro Nagliate, a doação só é possível, por exemplo, na declaração completa do Imposto de Renda. Isso significa que até 31 de maio, data limite para a entrega da declaração, é possível destinar parte do valor devido aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente e/ou dos Direitos da Pessoa Idosa.

Além disso, mesmo quem já enviou a declaração pode realizar a doação via uma declaração retificadora.

Como doar via IR para as vítimas das chuvas no RS

Conforme o tributarista, a forma mais simples de destinar parte do imposto devido é acessando no modelo completo da declaração de Imposto de Renda o item “Doações Diretamente na Declaração”. Depois é preciso escolher entre os fundos disponíveis.

É importante destacar, contudo, que o valor máximo é de 6%, não podendo ultrapassar 3% para uma mesma entidade. Se optar pelos dois fundos, cada um receberá 3%. Não é possível, por exemplo, destinar o valor a uma entidade específica nessa modalidade.

Antes de tudo, o contribuinte deve selecionar o “Tipo de Fundo” (nacional, estadual ou municipal) e, para ajudar diretamente os afetados pelas chuvas no RS, selecionar “estadual” e a UF RS – Rio Grande do Sul. O valor disponível para doação já aparece na declaração, calculado pelo programa. Após confirmar, é gerada uma guia do Darf para pagamento até 31 de maio.

Em meio à catástrofe no Rio Grande do Sul, destinar parte do imposto devido é um gesto solidário importante. Contribuir com o que é devido à Receita é uma ajuda humanitária valiosa neste momento difícil.

Doe em criptomoedas ou real e ajude os afetados pelas chuvas no RS

As autoridades emitiram um alerta para golpes com PIX. A recomendação é buscar canais oficiais, fontes verificadas e confiáveis.

Aqui você encontra várias opções seguras para doar com Bitcoin, USDT, USDC em redes diferentes como Polygon, Tron e XRP. Para quem prefere doar em PIX direto para o governo do RS também é possível. Exchanges cripto também estão fazendo ações para ajudar os afetados na pior tragédia da história do RS.

Doe, ajude como puder, porque juntos somos mais fortes e vamos reconstruir o Rio Grande do Sul.

Doações com PIX ultrapassaram R$ 100 milhões

Na tarde de terça-feira (14/5), as doações via Pix para o SOS Rio Grande do Sul atingiram R$ 101,3 milhões. A campanha, iniciada há 12 dias pelo governo do Estado em parceria com entidades privadas, alcançou esse montante.

O Comitê Gestor decidiu conceder R$ 2 mil para cada beneficiado, o que significa que cerca de 50 mil famílias afetadas pelas chuvas e enchentes receberão esse auxílio.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados