Ver mais

4 motivos para o Bitcoin seguir em alta este mês

4 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O Bitcoin pode ter encontrado suporte em US$ 54.450, mas a recuperação depende de quatro fatores-chave no mercado.
  • O lançamento de ETFs de Ethereum, os reembolsos do Mt. Gox, a liquidação do governo alemão e a política do Fed são narrativas críticas.
  • Os pagamentos da Mt. Gox, a flexibilização da inflação e a antecipação da mudança de política do Fed podem influenciar a recuperação do Bitcoin.
  • promo

O preço do Bitcoin (BTC) caiu 24% desde o início de junho. Como o sentimento do mercado continua em alta, a próxima tendência direcional da criptomoeda depende de quatro narrativas críticas que continuam a se desenrolar.

Os traders de varejo ajustam suas estratégias de trading com base no sentimento do mercado, o que explica a natureza altamente volátil das criptomoedas.

Fatores críticos que impactam o preço do Bitcoin

O nível de US$ 54.450 tem se apresentado como um possível suporte para o preço do Bitcoin. Dois rompimentos fracassados depois que o Índice de Força Relativa (RSI) testou o limite crítico de 30 sugerem que o BTC pode ter chegado ao fundo do poço.

Gráfico do Bitcoin no TradingView
Gráfico do Bitcoin no TradingView

No entanto, o fato de uma recuperação ser sustentável dependerá do desempenho dos quatro fatores macro do mercado.

1. O lançamento de ETFs de Ethereum pode inspirar um sentimento positivo no mercado

Os adeptos das criptomoedas se juntam aos detentores de Ethereum para ver se os ETFs (fundos negociados em bolsa) à vista da criptomoeda começarão a ser negociados esta semana. A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) coletou os formulários S-1 finais de possíveis emissores de ETFs ETH na segunda-feira. Isso sugere um progresso no processo de aprovação desses instrumentos financeiros.

A plataforma de serviços financeiros cripto Matrixport compartilha o otimismo. A empresa prevê possíveis lançamentos nesta semana, à medida que o prazo para os emissores enviarem os registros S-1 alterados se aproxima. De acordo com o relatório, o progresso pode ser tão rápido quanto em maio, quando o regulador deu luz verde aos formulários 19b-4 apenas três dias após o envio.

ETF de Ethereum. Fonte: Matrixort
ETF de Ethereum. Fonte: Matrixort

Junto com o lançamento esperado, o relatório da Matrixport prevê uma recuperação de 12% no preço do Ethereum para US$ 3.400. Essa especulação ocorre quando a criptomoeda deu um salto de 20% em maio após a aprovação dos registros 19-b. Espera-se que o sentimento altista de uma aprovação se espalhe para o Bitcoin, apoiando uma recuperação.

Leia também: ETF de Bitcoin: vantagens e desvantagens de se investir em ETFs

2. O impacto da Mt. Gox pode já ter sido precificado

A ansiedade em torno dos reembolsos da Mt. Gox continua a se dissipar, pois o mercado já contabilizou ou precificou esse evento. O administrador de reabilitação da Mt. Gox iniciou os pagamentos em Bitcoin e Bitcoin Cash (BCH) na semana passada.

A exchange Bitstamp, em acordo com a Mt. Gox, indicou que garantirá que os investidores sejam compensados o mais rápido possível. Ela destacou um cronograma de 60 dias para a distribuição de tokens, com alguns credores já confirmando o recebimento. A Kraken, uma das cinco exchanges que o administrador usará para o reembolso, tem um cronograma de 90 dias.

As exchanges Bitbank e SBI VC Trade do Japão já receberam e distribuíram seus fundos alocados. Ao fazer isso, elas efetivamente superaram seu prazo de 14 dias. À medida que o reembolso dos credores pelo administrador da exchange extinta continua, o otimismo continua a ser restaurado no mercado.

Isso pode ser um bom presságio para o preço do Bitcoin, porque se os credores não fizerem dinheiro após o recebimento.

“Muitos desses credores são usuários de Bitcoin de longo prazo, pioneiros na adoção de tecnologias e que já rejeitaram ofertas agressivas para liquidar seus créditos em troca de dinheiro”, opinou Alex Thorn, chefe de pesquisa da Galaxy.

3. Venda de Bitcoin do governo alemão

Desde 19 de junho, o governo alemão movimentou mais de 10.000 BTC. Isso equivale a quase US$ 1 bilhão, transferido para várias carteiras e exchanges de criptomoedas. Isso catalisou a recente liquidação do ativo, já que os investidores se anteciparam a um possível choque de oferta.

No entanto, com base nos dados da Arkham, os saldos de moedas estão se esgotando na reserva do governo.

Transações BTC do governo alemão, Fonte: Arkham

Há especulações de que o governo alemão acabará desacelerando as transações de Bitcoin, o que poderia jogar a favor do principal ativo cripto. Nesse sentido, uma das parlamentares do país, Joana Cotar, que é uma renomada ativista de criptomoedas, disse que a mídia local alemã capturou a chamada, com investidores no país expressando raiva.

“A imprensa alemã capta isso”, escreveu Cotar.

Leia mais: Quem possui mais Bitcoin em 2024?

4. Depoimento do presidente do Federal Reserve esta semana

A inflação está desacelerando constantemente nos EUA, e a economia do país está mostrando força, mas ainda está longe de níveis satisfatórios. Com isso, parece provável uma aterrissagem suave, especialmente após os dados positivos da folha de pagamento de 5 de julho. A tão esperada mudança na política monetária do Federal Reserve parece agora uma possibilidade.

“As últimas projeções do Fed estão mantendo os investidores cautelosos. Menos cortes nas taxas do que o esperado estão pressionando os ativos mais arriscados. A incerteza política na Europa e um dólar mais forte estão empurrando o BTC para baixo”, escreveu uma conta popular no X.

Por fim, os mercados cripto continuam a sentir o calor desses eventos macroeconômicos. Esta semana é crítica, pois o presidente do Fed, Jerome Powell, se prepara para falar ao Congresso nos dias 9 e 10 de julho.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados