Volume de negociação do Bitcoin (BTC) desabou US$ 2 trilhões no segundo trimestre

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • O Bitcoin continua vendo o volume de negociação diminuindo devido às tendências de baixa do mercado.
  • Os volumes mensais caíram abaixo de US$ 1,5 trilhão em 2022.
  • O Bitcoin teve um volume de negociação combinado de US$ 2,8 trilhões no segundo trimestre de 2022.
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

Devido ao declínio acentuado nos preços das criptomoedas, o volume de negociação de Bitcoin no segundo trimestre de 2022 foi uma vez e meia inferior ao do segundo trimestre de 2021.

O Bitcoin continua a pairar em torno da marca de US$ 20.000 devido ao interesse negativo dos investidores. O volume de negócios foi de aproximadamente US$ 2,84 trilhões durante o segundo trimestre de 2022.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Essa foi uma queda de 43% no volume de negócios registrado entre abril e junho de 2021, de cerca de US$ 5,01 trilhões.

Queda no volume de negociação reflete o mercado de criptomoedas mais amplo

Uma tendência de baixa no mercado geral de finanças descentralizadas (DeFi), que levou a uma redução de 60% no valor geral de mercado do espaço criptográfico, pode ser creditada pela queda na demanda dos investidores por Bitcoin.

Em abril de 2021, o volume de negociação de Bitcoin foi de aproximadamente US$ 1,84 trilhão e teve uma alta em um único dia de cerca de US$ 97,47 bilhões. Com abril seguindo os volumes decrescentes do primeiro trimestre do ano, o interesse dos investidores na criptomoeda mais popular caiu. Em abril, o volume de negociação de Bitcoin foi de US$ 830,12 bilhões, com uma alta de um único dia de US$ 39,39 bilhões.

Em maio de 2021, o volume de negociação do BTC foi de US$ 1,98 trilhão, com uma alta de um dia de aproximadamente US$ 126,36 bilhões. O colapso do ecossistema Terra levou a um declínio acentuado nos preços de todos os ativos digitais. Durante esse período, o volume de negociação de Bitcoin caiu para US$ 1,09 trilhão e teve uma alta de um único dia de US$ 70,39 bilhões.

Em junho de 2021, o volume de negociação de Bitcoin foi de cerca de US$ 1,19 trilhão, com US$ 58,96 bilhões como a alta diária do mês. Apesar das previsões otimistas de vários comentaristas de mercado para junho, o BTC continuou sua tendência de baixa negociando na faixa de US$ 17.708,62 e US$ 31.957,28. O volume de negociação do BTC foi de aproximadamente US$ 923,94 bilhões, e uma alta de um único dia de US$ 68,2 bilhões foi registrada no período.

Como o declínio afetou o Bitcoin no segundo trimestre?

O Bitcoin abriu em 1º de abril com um preço de negociação de US$ 45.554,16, atingiu uma alta trimestral de US$ 47.313,48 em 3 de abril, testou uma baixa trimestral de US$ 17.708,62 e fechou o segundo trimestre do ano em US$ 19.784,43. No geral, isso equivale a uma queda de 56% entre o preço de abertura e fechamento do BTC no segundo trimestre de 2022.

Fonte: Gráfico BTC/USD por TradingView
Fonte: Gráfico BTC/USD por TradingView

Para fins de comparação, o Bitcoin abriu em 1º de abril de 2021, com um preço de negociação de US$ 58.926,56, atingiu uma alta trimestral de US$ 64.863,10 em 14 de abril, testou uma baixa trimestral de US$ 28.893,62 em 22 de junho e encerrou o segundo trimestre de 2021 em US$ 35.040,84. No geral, isso representa uma queda de 40% entre o preço de abertura e fechamento do segundo trimestre de 2021.

Volume de negociação do Bitcoin (BTC) desabou US$ 2 trilhões no segundo trimestre
Fonte: Gráfico BTC/USD por TradingView

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.