Ver mais

Volume de trading de DOGE é maior que o do Bitcoin e Ethereum em outubro na Turquia

2 mins
Por Rahul N.
Traduzido Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Os cidadãos turcos negociaram mais Dogecoin do que Bitcoin e Ethereum combinados nos últimos 30 dias.
  • A moeda enfraquecida do país e as altas taxas de inflação empurraram os cidadãos para o mercado de criptomoedas.
  • Os reguladores turcos demonstraram interesse na tecnologia blockchain e no metaverso, apesar de serem céticos em relação às criptomoedas.
  • promo

Os cidadãos da Turquia negociaram mais de US$ 380 milhões em Dogecoin (DOGE) nos últimos 30 dias. Isso é mais do que os volumes de Bitcoin (BTC) e Ethereum (ETH) combinados.

Os cidadãos turcos estão adotando a DOGE, fazendo a memecoin se tornar o ativo mais negociado nos últimos tempos no país. Os dados de volume de negociação nos últimos 30 dias das 3 principais exchanges locais mostram que o token teve mais de US$ 380,3 milhões negociados.

Volume de trading de DOGE é maior que o do Bitcoin e Ethereum em outubro na Turquia
Volume de negociação Dogecoin (DOGE) nas 3 principais exchanges de criptomoedas
Nomics

Isso é mais do que o volume de negociação de BTC e ETH somados. Os dois últimos, respectivamente, acumularam volumes de negociação de US$ 154,4 milhões e US$ 142,6 milhões. As três exchanges que foram examinadas são BTCTurk, Bitexen e Bitexlive.

A Dogecoin teve um aumento notável no preço, em grande parte devido à aquisição do Twitter por Elon Musk. Musk é conhecido por ser um defensor do ativo e até postou uma foto relacionada recentemente. DOGE caiu de sua enorme alta, e é provável que alguns turcos esperassem lucrar com o pump.

As criptomoedas são populares entre os cidadãos da Turquia, embora os líderes do país tenham sido muito mais reservados. O país enfrenta alta inflação, o que pode ser uma das razões por trás do crescimento do investimento em criptomoedas.

Turcos se voltam para Dogecoin enquanto a lira continua caindo

O investimento em criptomoedas na Turquia disparou em 2022, com os turcos usando o mercado de criptomoedas como proteção contra a Lira. A moeda do país está passando por muito estresse devido a uma crise econômica.

Volume de trading de DOGE é maior que o do Bitcoin e Ethereum em outubro na Turquia
Taxa de inflação da Turquia: TradingEconomics.com

O declínio constante da Lira empurrou os turcos para o mercado de criptomoedas. A alta inflação fez o mesmo, e isso também é observável em países como Argentina e Venezuela. Esses países também viram um influxo de investimentos à medida que suas moedas caíram.

Turquia está de olho em aplicativos blockchain e metaverso

O presidente turco Erdoğan, falando em uma cúpula recente, disse que as blockchains tinham casos de uso valiosos, como o gerenciamento de cadeias de suprimentos. Ele também disse que a Turquia criaria seu próprio metaverso e também está lançando um projeto e-Human. A Turquia se junta a países como Coreia do Sul e Japão no anúncio de iniciativas web3.

Erdoğan também desaconselhou a população a investir em criptomoedas. Os reguladores também têm feito esforços, com novas alterações relacionadas à AML e KYC introduzidas recentemente. O país proibiu os pagamentos cripto em 2021.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados