Ver mais

Vítimas de tráfico humano forçadas a aplicar golpes cripto são resgatadas

2 mins
Por Martin Young
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Um esquema de fraude cripto foi quebrado nas Filipinas.
  • As vítimas são induzidas a depositar criptomoedas em contas falsas.
  • Mais de US$ 100 milhões foram perdidos em golpes e exploits cripto em abril.
  • promo

A polícia nas Filipinas resgatou mais de mil pessoas mantidas em cativeiro e forçadas a executar golpes envolvendo criptomoedas.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

No último domingo (7), foi noticiado na mídia local que a Polícia Nacional das Filipinas resgatou 1.090 pessoas de vários países asiáticos que foram traficadas para o país.

Houve um aumento na preocupação nos últimos meses com golpes na Internet. As vítimas do tráfico são frequentemente enganadas ou coagidas a promover investimentos fraudulentos em criptomoedas.

O relatório acrescentou que a polícia também prendeu pelo menos 12 supostos líderes do esquema. Acredita-se que os golpistas sejam afiliados ao Colorful and Leap Group. Além disso, a entidade está supostamente envolvida em atividades fraudulentas e golpes cripto.

Número de golpes cripto aumenta

As Filipinas e o Sudeste Asiático se tornaram um foco de golpes envolvendo criptomoedas. Segundo o relatório, as vítimas recebem empregos online, voos gratuitos e acomodação.

No entanto, após a chegada ao país, seus passaportes são confiscados. Além disso, elas são obrigados a trabalhar até 18 horas por dia com descontos salariais para fazer pausas. A porta-voz do grupo anticibercrime da Polícia Nacional das Filipinas, Michelle Sabino, explicou como os golpes cripto funcionavam.

Ela disse que os trabalhadores foram treinados para induzir estranhos a comprar criptoativos ou depositar dinheiro em contas bancárias falsas após estabelecer relacionamentos românticos falsos. Segundo o relatório, as vítimas eram principalmente vietnamitas (389) e chinesas (307). Filipinos, indonésios e malaios também foram atraídos para a execução de golpes online.

De acordo com a empresa de segurança blockchain CertiK, os golpes cripto resultaram em perdas de mais de US$ 100 milhões em abril. Uma parte maior desse montante foi devido a golpes de saída.

Além disso, os golpistas estão aproveitando o hype em torno da IA (inteligência artificial) para orquestrar golpes e distribuir malwares.

Perspectivas do mercado

O mercado de criptomoedas opera em queda nesta segunda-feira (8). A capitalização total caiu 2% nas últimas 24 horas e atualmente está em US$ 1,20 trilhão. Além disso, mais de US$ 70 bilhões foram retirados desde o final da semana passada.

O Bitcoin não conseguiu romper a resistência em US$ 29.000 no fim de semana e está caindo para US$ 28.000. Além disso, sua rede experimentou um forte aumento de taxas. Enquanto isso, o Ethereum (ETH) caiu 2% para US$ 1.865 no fechamento desta matéria.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados