Visa dobrou parceiros cripto em 18 meses, diz executivo

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Multinacional americana já tem parceria em mais de 60 plataformas de criptoativos.

  • Maior processadora do mundo já atua com operações cripto no Brasil, EUA, Europa, Canadá e países da Ásia-Pacífico.

  • Em um ano Visa processou US $ 3,5 bilhões de gastos cumulativos nos programas de cartões cripto.

  • promo

    Suba de nível com a Bybit. Deposite $100 e Ganhe 1 ETH Entrar agora!

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

O chefe da criptoativos da Visa, Cuy Sheffield, disse que a maior processador de pagamentos do mundo mais que dobrou o número de seus parceiros de criptoativos nos últimos 18 meses.

Em entrevista à NDTV, o executivo da Visa afirma que um dos objetivos da empresa ao explorar cada vez mais a indústria cripto é permitir que os clientes tenham mais uma opção de pagamentos, já que criptomoedas são aceitas em vários serviços por todo planeta, que vão desde emissão de passagens e reservas de hotéis, até comprar um cafezinho ou fazer uma doação.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

A ideia dos cartões cripto também é facilitar a vida dos consumidores ao converterem e gastarem as moedas digitais, sem exigir que cafeterias, lavanderias ou supermercados aceitem diretamente o criptoativos no caixa. Todas as conversões de criptomoedas em fiat acontecem instantaneamente. 

Sheffield deu uma dimensão como a gigante está investindo no universo cripto com centenas de colaboradores atuando nos serviços de criptoativos. A demanda também mais que dobrou nos últimos 18 meses, segundo o executivo.

 “Na Visa, a escala e o escopo de nosso trabalho em cripto aumentaram dramaticamente. O número de pessoas multifuncionais na Visa trabalhando em criptoativos está agora na casa das centenas – ante um punhado de funcionários. E mais do que dobramos nosso número de parcerias com plataformas de criptomoedas nos últimos 18 meses – são mais de 60 parceiros como a FTX, BlockFi, Crypto.com, Coinbase e Binance”.

A pioneira global em pagamentos digitais lançou o Global Crypto Advisory da Visa para auxiliar clientes e parceiros em suas jornadas de criptografia, já que quase 40% dos detentores de criptomoedas trocariam bancos tradicionais por um que ofereça produtos cripto.

“Embora as carteiras cripto tenham sido usadas inicialmente para armazenar criptomoedas, as pessoas agora as estão usando para coisas como descobrir novas músicas ou arte. Cada vez mais, as carteiras cripto têm o potencial de se tornarem um super aplicativo, arraigado no dia a dia dos consumidores”. 

Sheffield também lembra que, nos últimos anos, a Visa percebeu a mudança de visão de clientes sobre a evolução dos criptoativos, “do ceticismo à consciência, para um entendimento de que a criptografia provavelmente afetará seus negócios existentes de alguma forma”. 

Para entender melhor como os consumidores pensavam e se sentiam a respeito das criptomoedas, a Visa fez um estudo global sobre as percepções do consumidor. “As descobertas mostraram uma consciência quase universal dos criptoativos e uma parte significativa dos entrevistados (quase um terço) usou criptomoedas, seja como uma ferramenta de investimento ou como meio de troca”, conclui.

A processadora de pagamentos quer conectar o ecossistema cripto à rede global da empresa com 80 milhões de estabelecimentos comerciais e mais de 15.000 instituições financeiras. 

O executivo diz que em 2021 a Visa processou mais US $ 3,5 bilhões em transações digitais que “representam gastos cumulativos nos programas de cartões cripto da companhia financeira. É uma pequena parte do gasto total com cartões Visa, mas quando você considera que esses programas não existiam de forma significativa há um ano, é uma indicação de que eles estão começando a ganhar força”.

“Construímos e continuaremos a apoiar o ecossistema de criptoativos de várias maneiras – tornando simples para os consumidores usarem o Visa para comprar ou sacar suas moedas digitais; trazendo novos recursos de infraestrutura e serviços cripto de valor agregado aos nossos clientes e parceiros; avançando na pesquisa original e colaboração em casos de uso de CBDC futuros e apoiando a economia NFT emergente”. 

De olho no mercado NFT

Para a empresa, os tokens não fungíveis (NFT) são outro aspecto interessante do ecossistema de criptografia que acompanhado de perto na Visa. 

“Os NFTs permitem que as pequenas empresas usem cadeias de bloqueio públicas para a produção de bens digitais – que podem ser entregues instantaneamente em uma carteira cripto. Podemos imaginar um futuro no qual seu endereço criptográfico se tornará tão importante quanto seu endereço de correspondência”,  explica o chefe de criptoativos da Visa.

Acreditamos que os NFTs desempenharão um papel importante no futuro do varejo, mídia social, entretenimento e comércio. Vemos um interesse significativo de comerciantes, marcas e plataformas de conteúdo que procuram participar do ecossistema de comércio NFT”, continua Sheffield.  

“Nossa compra do CryptoPunk nos ajudou a construir esse entendimento básico. Como nos envolvemos diretamente com o ecossistema NFT, estamos mais bem preparados para ajudar nossos parceiros a entender o ecossistema NFT para que possam começar a pensar em maneiras de se engajar na crescente criptoeconomia”.  

Visa lança cartão cripto no Brasil

A Crypto.com e a Visa lançaram no Brasil um cartão  que permite aos clientes converter suas criptomoedas em reais para uso em pagamentos.

De acordo com um estudo recente encomendado pela Crypto.com, um em cada três brasileiros que ainda não investiu em criptomoeda disse que estaria pronto para fazer esse investimento se tivesse um cartão que permitisse fazer saques em um caixa eletrônico.

Enquanto isso, mais de um quarto dos entrevistados disseram que estariam prontos para investir em criptomoeda se pudessem converter e usar esses recursos para fazer compras online ou pessoalmente usando um cartão.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 - incluindo a cobertura do último pregão viva voz no Brasil. Coordenou um grupo de dez correspondentes em três continentes para decidir as pautas mais relevantes do dia para o telespectador. Já participou de treinamentos e cursos no exterior, passou em zonas de guerra na Cisjordânia, Faixa de Gaza, fronteiras da Síria, Líbano, além da Jordânia e Egito. Atualmente estuda Mídias e Marketing Digital na pós-graduação da ESPM. Acredita no trabalho com ética, excelência, profissionalismo e no bom jornalismo. O futuro é o que estamos realizando agora.

SEGUIR O AUTOR

Sem medo, sem FUD. Ganhe 1 ETH ao depositar $100 com a Bybit!

Entrar agora

Não fique de fora. Ganhe 1 BTC ao negociar $100 na Bybit!

Entrar agora

Sinais de mercado, estudos e análises! Entre hoje no nosso Telegram!                

Entrar agora