Ver mais

VeNomics substituindo DeFi como novo modelo de recompensas

5 mins
Atualizado por Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • Os tokens com garantia de voto estão rapidamente se tornando um modelo econômico popular para ganhar o dobro de recompensas.
  • O modelo protege os fundos e os direitos de voto dos investidores, bloqueando os tokens CRV por um período de até quatro anos.
  • Os protocolos DeFi que emitem stablecoins têm competido para obter poder de voto no ecossistema da Curve, dando origem às chamadas “Curve Wars”.
  • promo

Os tokens com garantia de voto (VeTKN) estão rapidamente se tornando um modelo econômico popular para ganhar o dobro da recompensa e, ao mesmo tempo, garantir mais direitos de voto em DeFi, de acordo com Juan Pellicer, analista de pesquisa da empresa de inteligência blockchain IntoTheBlock.

Iniciado pela exchange descentralizada (DEX) Curve Finance, o modelo, chamado VeNomics, deu origem às chamadas “Curve Wars”. O modelo protege os fundos dos investidores e os direitos de voto, bloqueando o dinheiro em forma de token por um período de até quatro anos.

Normalmente, é o CRV, o token de governança da Curve, que é bloqueado e depois convertido em veCRV – o token de voto garantido. E, como a Curve Finance é uma plataforma de negociação de stablecoins liderada pela comunidade, apenas os detentores de CRV podem tomar as decisões na blockchain.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Ao bloquear seus tokens, os detentores ganham o direito de votar nessas decisões – o que significa que quanto mais tempo o CRV estiver bloqueado, mais poder de voto os detentores terão. O veCRV é usado para ganhar taxas de negociação, votar em governança, aumentar as recompensas de governança e receber airdrops.

Eficiência da Curve Finance

Os protocolos de finanças descentralizadas (DeFi) que emitem stablecoins têm competido para obter poder de voto no ecossistema da Curve, agora com US$ 23,42 bilhões em valor total bloqueado (TVL) – basicamente a soma total dos ativos atualmente gerenciados sob o protocolo.

Pellicer disse que a principal razão para isso é que a tecnologia usada pela Curve Finance é muito mais eficiente, limitando a derrapagem ao trocar entre stablecoins, o que por sua vez torna as transações mais baratas.

“Ser capaz de redirecionar as emissões de tokens CRV para um pool significa que os provedores de liquidez desses pools receberão maiores recompensas e, assim, atrairão mais liquidez”, explica ele em um post publicado no dia 12 de janeiro.

“Indiscutivelmente, a maior inovação que eles [Curve] introduziram é que os pesos dos votos e a parcela das recompensas são proporcionais ao timelock. Isso significa que aqueles que bloquearem o token do protocolo por mais tempo acumularão recompensas maiores, até um máximo de 2,5 vezes para aqueles que bloquearem por no máximo quatro anos”, acrescenta.

Pellicer, um engenheiro de sistemas, argumenta que o poder de voto baseado em bloqueio funciona melhor em comparação com a situação existente nas finanças descentralizadas, onde um token é igual a um voto. O poder de voto que vem de tokens adquiridos permite votar periodicamente para onde as emissões de tokens serão direcionadas. Ele afirma:

“O bloqueio por tempo de um token mostra o compromisso de longo prazo dos detentores. Além disso, reduz a oferta circulante e, portanto, a pressão de venda potencial sobre o token principal”.

Curve Wars se intensificam à medida que protocolos buscam controle

Para os protocolos DeFi, como 3pool ou Frax, com alocações de peso de medidor dos pools de liquidez da Curve, “as recompensas de staking não vêm da emissão de tokens, mas das taxas de negociação geradas”.

A Curve direciona a emissão de token para o provedor de liquidez (LP). O protocolo cobra uma taxa de swap de 0,04%, diz Pellicer, metade da qual é compartilhada entre os LPs e os outros 50% são canalizados para os detentores de veCRV “comprando o token do provedor de liquidez [digamos] da 3pool”.

“[Este] é um incentivo atraente para os usuários bloquearem seus tokens”, disse Pellicer, citando os mais de US$ 45 milhões em taxas de negociação geradas pela Curve no dia 11 de janeiro, divididas pela metade com os detentores do veCRV.

Agora, à medida que diferentes protocolos DeFi competem para obter controle sobre o Curve, acumulando tokens CRV que mais tarde são transformados em veCRV, muitos começaram a oferecer aos detentores de CRV retornos lucrativos no staking.

Por exemplo, o agregador agrícola de rendimento Convex Finance, que responde por 47% da oferta circulante total da veCRV, estava oferecendo uma taxa percentual anual (APR) de 48,43% no CRV apostado no momento da redação. Isso é várias vezes maior do que os APRs oferecidos pelos protocolos concorrentes (a Binance, por exemplo, oferece 13%).

“Entender esses jogos de poder ajuda a explicar as chamadas ‘Curve Wars, onde um protocolo como o Convex Finance permite que os usuários depositem tokens de provedor de liquidez da Curve que serão bloqueados ao máximo pela Convex”, explicou Pellicer.

“Dessa forma, os provedores de liquidez da Curve ganham recompensas extras em Convex (CVX) sem precisar bloquear seus tokens na Curve. O bloqueio do CVX permite maior poder de voto na hora de decidir como o veCRV da plataforma deve ser alocado e, assim, para quais pools de curvas a emissão do CRV será redirecionada”, disse.

Pellicer espera que “um mecanismo semelhante ocorra” na Convex, que agregou a Frax Finance em seu protocolo recentemente. “O uso do CVX será incentivado desde que seja mais barato do que fornecer liquidez diretamente em pools”, afirmou.

“Os protocolos farão uso das recompensas no Votium (que permite que qualquer pessoa crie recompensas para titulares bloqueados pelo CVX para um pool específico) para redirecionar recompensas para seus pools, atualmente fornecendo cerca de US$ 0,60 em recompensas para cada US$ 1 gasto.”

Tokens de voto ganhando força

Além de Curve Finance e Frax Finance, ambos creditados como pioneiros do modelo econômico de token de garantia de voto na indústria de bilhões de dólares DeFi, um número crescente de protocolos está começando a seguir o mesmo caminho ou já o fez, de acordo com Pellicer.

O arquiteto DeFi Andre Cronje, famoso por criar o Yearn Finance e o Keep3rV1, propôs uma adaptação do modelo da Curve nos fóruns Sushiswap no ano passado, algo que ainda não foi aprovado. Juntamente com Daniele Sesta, Cronje está planejando algo semelhante na blockchain Fantom.

Inicialmente, isso será conhecido como ve(3,3), disse Pellicer. Com o ve(3,3), “as taxas do protocolo serão direcionadas por um token de governança timelocking. Além disso, está planejado que os cinco tokens sejam líquidos por meio de NFTs”.

Protocolos como Pickle Finance, Hundred Finance e Astroport Finance já fazem uso de caução de voto em seus tokens de governança, enquanto o Yearn Finance e o Angle Protocol, um protocolo DeFi orientado para câmbio, planejam fazê-lo.

“Certamente este modelo é uma das melhores escolhas de tokenomics para protocolos baseados em emissões de tokens que desejam ter um token com poder de governo significativo e utilidade como acúmulo de valor”, conclui Pellicer.

“O modelo de token de garantia de voto permite o controle periódico e democrático da emissão de tokens e introduz ciclos de feedback positivo que atenuam a pressão de venda no token principal graças aos timelocks”, opina.

O token CRV caiu 4,7%, para US$ 4,62 nas últimas 24 horas, de acordo com dados da CoinGeckco. Nas últimas 52 semanas, o ativo atingiu um mínimo de US$ 1,35 e um máximo de US$ 6,51 no dia 4 de janeiro, à medida que as “Curve Wars” se intensificaram.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

jeffrey_gogo-1.jpg
Jeffrey Gogo
Jeffrey Gogo é um jornalista financeiro versátil baseado em Harare, Zimbábue. Por mais de 17 anos, ele escreveu extensivamente sobre os mercados financeiros locais e globais; notícias econômicas e da empresa. Entusiasta das mudanças climáticas, o trabalho de Gogo apareceu no maior diário do Zimbábue, The Herald, Thomson Reuters Foundation, Bitcoin.com e várias publicações online. A Gogo encontrou o bitcoin pela primeira vez em 2014 e começou a cobrir os mercados de criptomoedas em 2017.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados