Valor das criptomoedas triplicou em 2021, diz site

Compartilhar Artigo
EM RESUMO
  • Preços dos criptoativos disparam após serem adicionados US$ 1,5 trilhão nesse mercado.

  • Bloomberg Galaxy Crypto Index teve aumento de 160% em 2021 superando valorização de 13% de ações globais.

  • Popularidade de criptomoedas como Ether e Shiba Inu ofuscou crescimento de Bitcoin

  • promo

    Deposite 100€ e Negocie 100€, Nada Menos! Negocie CFDs de Cripto Com Zero Comissões na Libertex Negocie agora

The Trust Project é um consórcio internacional de veículos de notícias que criam padrões de transparência.

Um levantamento feito pela Bloomberg TV mostra que, com o boom dos criptoativos em 2021, o valor total do mercado cripto chegou a quase US$ 3 trilhões.

O misto entre medo e curiosidade impulsionou a indústria cripto definitivamente em 2021, um ano em que o valor de muitas criptomoedas chegou às alturas.

Este é o caso do Bitcoin (BTC) que, apesar da valorização de mais de 60% em 2021, teve que dividir os holofotes com ativos como Ethereum (ETH), Binance Coin (BNB) e até moedas-meme como Dogecoin (DOGE) e Shiba Inu (SHIB).  

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

A participação do Bitcoin no mercado de criptoativos encolheu drasticamente ao longo de 2021, à medida que outros tokens dispararam, um sinal de como o interesse dos investidores em ativos digitais se ampliou apesar – ou talvez por causa – da enorme volatilidade.

O declínio no domínio do Bitcoin provavelmente continuará no próximo ano “devido à explosão de ativos no espaço cripto e os vários casos de uso”, disse à Bloomberg o chefe da Ásia-Pacífico da empresa de criptoativos, Luno em Cingapura. Vijay Ayyar.

O valor geral de mercado das criptomoedas subiu cerca de US$ 1,5 trilhão em 2021 para cerca de US$ 2,3 trilhões em 17 de dezembro, de acordo com o monitoramento da CoinGecko, que conta quase 12.000 tokens. 

Alerta para a dominância do Bitcoin

A participação de mercado do Bitcoin encolheu este ano, já que a do Ethereum quase dobrou.

O Bitcoin, a maior criptomoeda do mundo, começou o ano com 70% do mercado, um número que caiu para menos de 40%, em parte porque a popularidade do Ethereum aumentou. Mas o dinheiro também fluiu para outros tokens e, para alguns, essa tendência pode ser um sinal de especulação potencialmente desestabilizador.

A controvérsia sobre o papel falsamente atribuído do Bitcoin em carteiras de investimento continua a crescer. Os defensores argumentam que ele oferece uma proteção contra algumas das mais altas taxas de inflação em uma geração. Mas o token em 2021 tendeu a se correlacionar de forma mais consistente com ativos de risco, como ações de tecnologia, em vez de expectativas de inflação. 

O aumento de mais de 160% do Bloomberg Galaxy Crypto Index neste ano supera em muito o salto em ativos mais convencionais, como commodities e ações globais, com alta de 23% e 13%, respectivamente. É claro que, dadas as grandes oscilações dos criptoativos, o velho ditado de no pain, no gain também se aplica.

O Bitcoin agora está testando os principais níveis de suporte técnico, após uma queda de mais de 30% em relação a um recorde atingido há apenas um mês quando ultrapassou os US$ 69 mil.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
Share Article

Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 - incluindo a cobertura do último pregão viva voz no Brasil. Coordenou um grupo de dez correspondentes em três continentes para decidir as pautas mais relevantes do dia para o telespectador. Já participou de treinamentos e cursos no exterior, passou em zonas de guerra na Cisjordânia, Faixa de Gaza, fronteiras da Síria, Líbano, além da Jordânia e Egito. Atualmente estuda Mídias e Marketing Digital na pós-graduação da ESPM. Acredita no trabalho com ética, excelência, profissionalismo e no bom jornalismo. O futuro é o que estamos realizando agora.

SEGUIR O AUTOR

Negocie CFDs de Cripto com Zero Taxas de Comissão.      

Comece Hoje!

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install

Crypto.com DeFi Wallet - Manage 400+ tokens, earn interest, and more      

Install