Ver mais

Usuários do Facebook poderão conectar carteiras e postar NFTs

2 mins
Por Rahul N.
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Meta anunciou que o Facebook agora oferece total suporte para NFTs.
  • Os usuários poderão postar seus colecionáveis digitais e exibi-los em seus perfis na rede social.
  • O Instagram já permite que usuários em vários países façam o mesmo em relação aos seus tokens.
  • promo

A Meta anunciou que todos os usuários do Facebook poderão postar NFTs e exibi-los em seus perfis. Os usuários agora também podem conectar suas carteiras ao Facebook e Instagram para compartilhar seus tokens não fungíveis.

A empresa anunciou que o Facebook agora oferece suporte a NFTs e que seus usuários poderão postar seus colecionáveis digitais na plataforma da rede social. A gigante da tecnologia já permitiu que os usuários postassem NFTs no Instagram, mas não tinha estabelecido a funcionalidade no Facebook até o momento.

Os usuários podem agora conectar suas carteiras, como MetaMask, Trust Wallet e Coinbase Wallet, para exibir NFTs em ambas as plataformas. As redes blockchain suportadas são Ethereum (ETH), Polygon (MATIC) e Flow (FLOW). Falando sobre a adição desse recursos no Facebook, a Meta disse:

“À medida que continuamos lançando colecionáveis digitais no Facebook e no Instagram, começamos a dar às pessoas a capacidade de postar seus colecionáveis digitais no Facebook e no Instagram. Isso permitirá que as pessoas conectem suas carteiras digitais uma vez a qualquer aplicativo para compartilhar seus colecionáveis digitais em ambos.”

A Meta deixou claro que não há taxas associadas à postagem ou compartilhamento de NFTs. Também há rumores de que a companhia planeja lançar seu próprio marketplace para essa modalidade de token, embora não haja mais detalhes sobre isso há algum tempo.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Meta e NFTs

A Meta já havia permitido que usuários selecionados exibissem NFTs em seus perfis em uma guia de colecionáveis digitais. Os usuários podem reagir aos NFTs, que podem ser transformados em postagens na rede social, recebendo curtidas, reações e comentários de outros perfis.

A empresa permaneceu firma com sua intenção de oferecer NFTs, apesar do inverno cripto atual. Stephane Kasriel, chefe de fintech da Meta, disse em entrevista que o plano não mudou por causa da desaceleração da indústria e que a empresa também tem a intenção de servir aos criadores desses colecionáveis.

A resposta da comunidade nas mídias sociais tem sido ambivalente, com alguns elogiando a mudança em direção a web3. Outros são mais céticos por causa da reputação que a Meta possui.

A empresa está apostando todas as suas fichas no metaverso, e está claro que este é o futuro que o seu CEO, Mark Zuckerberg, vê como certo. Ele fez vários esforços de pesquisa e desenvolvimento nessa direção, embora esses planos tenham atingido fortemente os negócios da companhia.

A Meta tem sido notícia por seu aplicativo Horizon Worlds, lançado na França e na Espanha. As críticas foram rápidas, em grande parte sobre os gráficos da primeira incursão da empresa no metaverso. Zuckerberg prometeu que grandes atualizações gráficas chegariam em breve.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados