Ver mais

Tamanho do airdrop não impacta preço de tokens, diz pesquisa

2 mins
Traduzido Júlia V. Kurtz

EM RESUMO

  • A pesquisa mostra que o tamanho do airdrops tem um impacto mínimo no desempenho do preço do token, ao contrário da crença popular.
  • Grandes eventos de airdrops criam uma pressão inicial de venda, levando à estabilização do preço após um breve aumento.
  • O tipo de destinatário e seu envolvimento com o projeto influenciam significativamente a dinâmica dos preços.
  • promo

Pesquisas recentes revelam que o tamanho de um airdrop tem um impacto limitado no desempenho do preço dos tokens.

Apesar da crença comum de que distribuições maiores de tokens levam a movimentos significativos de preço, os resultados de vários estudos sugerem o contrário.

Tamanho dos airdrops tem pouco impacto sobre preço de tokens

Os airdrops, um método de distribuição de tokens recém-criados para carteiras selecionadas, tornaram-se uma prática comum em criptomoedas. Eles geralmente ajudam a estabelecer uma flutuação inicial, permitem a governança on-chain e transações de energia, recompensam os primeiros contribuintes e atraem novos usuários.

No entanto, o impacto real dessas distribuições sobre os preços dos tokens continua sendo um tópico de debate.

Desempenho do preço médio ao longo do tempo
Desempenho do preço médio ao longo do tempo. Fonte: 6THMAN Ventures

Um estudo abrangente que analisou mais de 2 milhões de eventos em 40 protocolos diferentes constatou que o tamanho da distribuição de tokens não afeta significativamente o desempenho ou a volatilidade dos preços.

“Grandes eventos de distribuição antecipada de tokens normalmente criam pressão de venda e se estabilizam em baixa depois de algum tempo”, diz o estudo.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Outro estudo da CoinGecko apoia esse ponto de vista, destacando que 23 dos 50 maiores airdrops de tokens registraram picos de preços durante as duas primeiras semanas da data de seu airdrop. Assim, esse interesse imediato geralmente leva a um breve aumento no preço, seguido de estabilização à medida que o mercado se ajusta.

O que impacta o preço?

O tipo de destinatário desempenha um papel crucial no desempenho do preço do token do airdrop. Distribuições para os principais usuários já envolvidos com o protocolo resultam em melhor desempenho de preço. Esses usuários, portanto, são mais propensos a manter ou comprar mais tokens, o que leva a uma menor volatilidade e preços mais estáveis. Por outro lado, airdrops generalizados para um público mais amplo geralmente resultam em vendedores mais imediatos.

“Os destinatários generalizados tinham duas vezes mais probabilidade de vender seus tokens, causando maior volatilidade e quedas de preço mais significativas”, observam os analistas.

Análise da distribuição de tokens do comportamento da carteira por 60 dias.
Análise de 60 dias da distribuição de tokens do comportamento da carteira. Fonte: 6THMAN Ventures

Esse direcionamento estratégico ajuda a manter o valor do token e a reduzir a volatilidade do preço pós-airdrops, indicando maior retenção e envolvimento da comunidade. Por exemplo, pequenas distribuições de tokens para usuários principais resultaram em 4 a 8 vezes mais compradores do que outras categorias.

Em conclusão, o tamanho dos airdrops tem pouco impacto sobre os preços dos tokens. Em vez disso, o tipo de destinatário e seu envolvimento com o projeto influenciam significativamente a dinâmica dos preços. Essas descobertas desafiam a crença tradicional de que airdrops maiores levam a um melhor desempenho, destacando a importância do comportamento do destinatário.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora do BeInCrypto Brasil, a jornalista é especializada em dados e participa ativamente da comunidade de Criptoativos, Web3 e NFTs. Formada pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui mais de 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia, tendo passado por veículos como Globo, Gazeta do Povo e UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados