Stablecoin algorítmica da Cardano terá interface de pagamento própria

24 novembro 2022, 14:00 -03
Atualizado por Anderson Mendes
24 novembro 2022, 14:00 -03
EM RESUMO
  • A primeira stablecoin algorítmica da Cardano promete aumentar a adoção cripto no varejo.
  • Duas stablecoins devem ser lançadas na rede no início de 2023.
  • Recentemente, uma stablecoin sintética foi disponibilizada aos usuários pelo protocolo Indigo.
  • promo

A Djed, desenvolvida pela Coti, publicou em seu Twitter a imagem do DjedPay, sua interface de pagamentos. A stablecoin algorítmica será lançada na rede principal da Cardano (ADA) em janeiro de 2023.

A aguardada stablecoin algorítmica da Cardano, Djed (DJED), terá sua própria interface de pagamentos para uso no varejo, comércio eletrônico e doações em cripto. Na quarta-feira, 23, a empresa revelou em seu Twitter uma foto com a prévia da interface para dispositivos móveis do DjedPay.

De acordo com a imagem publicada o DjedPay deverá ser intuitivo pois sua interface se assemelha a dos bancos digitais Web2, permitindo aos clientes efetuarem transferências em DJED em poucos cliques. Para autorizar a transação, o usuário deve salvar apenas seu endereço de e-mail e nome. 

/Artigos relacionados

Mais artigos
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

Stablecoins chegam a Cardano

Em sua conferência anual, a “Cardano Summit 2022”, que encerrou na segunda-feira, 21, foram anunciados o lançamento de stablecoins na rede principal. Especialistas acreditam que este é o componente que está faltando para a rede ganhar popularidade no setor de finanças descentralizadas (DeFi).

Conforme anunciado no evento, já no primeiro trimestre de 2023 a rede Cardano contará não com apenas uma, mas duas stablecoins ativas na rede principal. Na abertura do evento a EMURGO, uma das entidades fundadora da Cardano, anunciou o lançamento da USDA, stablecoin totalmente lastreada em dólar, compatível com as regulamentações e projetada para proteger os participantes da Web3 da volatilidade inerente ao mercado cripto.

Já no encerramento do evento o CEO da COTI Network, Shahaf Bar-Geffen, anunciou para janeiro o lançamento da Djed, que ao contrário da USDA, é uma stablecoin algorítmica. Mais de 40 dApps já integraram a Djed como um instrumento de pagamento.

“Eventos de mercado recentes provaram novamente que precisamos de um porto seguro contra a volatilidade, e Djed servirá como esse porto seguro na rede Cardano”, disse Shahaf Bar-Geffen.

Entretanto, estas não serão as primeiras stablecoins ativas na rede. Recentemente o protocolo de ativos sintéticos descentralizados Indigo foi lançado na Cardano permitindo que os usuários emitam a iUSD, uma stablecoin sintética atrelada ao dólar.

De acordo com a documentação do protocolo, a Indigo cria “ativos sintéticos que derivam seus preços de ativos rastreados”. Ou seja, esses ativos não são versões agrupadas de outros ativos, são ativos que  “usam um preço Oracle para rastrear o preço do ativo subjacente”. A garantida dos iAssets da Indigo são depósitos de ADA no momento da emissão do sintético.

Stablecoin algorítmica da Cardano terá interface de pagamento própria
Fonte: Twitter

Arquitetura Djed promete ser a prova de colapsos

A Djed é a tentativa da Cardano de criar uma stablecoin algorítmica lastreada em ADA. Ao enviar ADA para um contrato inteligente na Cardano, os usuários receberão o mesmo valor de Djed em troca. A premissa contrária também é verdadeira, ao enviar 1 Djed de volta ao contrato inteligente, o remetente receberá de volta US$ 1 em ADA. 

Para evitar um colapso em caso da ADA enfrentar uma volatilidade negativa, o contrato inteligente também incluirá uma moeda de reserva, SHEN, que irá cobrir as flutuações de preços da ADA, manter a estabilidade de preços e uma taxa de garantia de 400-800%.

O SHEN terá volatilidade aberta assim como a ADA. Porém, o contrato inteligente impedirá que alguém crie novos tokens SHEN assim que um limite máximo for atingido, a fim de não diluir os detentores existentes. Os detentores de SHEN serão recompensados ​​com taxas toda vez que alguém trocar DJED ou SHEN por ADA, criando um incentivo para segurar o token, ajudando a manter a paridade da stablecoin. 

“Não precisamos apenas de uma stablecoin, mas precisamos de uma que seja descentralizada e tenha prova de reservas on-chain”, acrescentou Shahaf.

Restaurante de Hoskinson pronto para aceitar Djed?

Ativo nas redes sociais, o CEO e criador da Cardano, Charles Hoskinson, foi questionado no Twitter se seu novo empreendimento, um restaurante e lounge de uísque Nessie’s inaugurado em junho no  Wyoming, aceitaria ADA como pagamento. A respostas afirmativa de Hoskinson fez um seguidor sugerir a utilização de Djed como uma opção de pagamento também, a fim de criar um caso de uso no mundo real para a moeda.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.