Ver mais

Shiba Inu (SHIB) dispara em relação ao Bitcoin: o que vem a seguir?

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • A Shiba Inu subiu 267% em 10 dias, atingindo uma resistência em US$ 0,000037.
  • Apesar das tendências de alta nos gráficos semanais e diários, recomenda-se cautela devido às condições de forte sobrecompra, com possíveis correções encontrando suporte em US$ 0,00003 e US$ 0,00002.
  • Sinais mistos no gráfico de 4 horas mostram uma tendência de alta confirmada por um cruzamento dourado, mas com linhas MACD de baixa.
  • promo

A Shiba Inu (SHIB) subiu mais de 226% em relação ao Bitcoin (BTC) em apenas dez dias, mesmo com o BTC atingindo uma nova máxima histórica nesta segunda-feira (11).

Este salto significativo reflete uma tendência mais ampla observada em muitas outras memecoins, sugerindo um possível aumento na popularidade e influência desses ativos no cenário atual do mercado.

Shiba Inu dispara 267% em 10 dias: o que vem a seguir?

A Shiba Inu subiu aproximadamente 267% nos últimos dez dias, atingindo um nível de resistência significativo em torno de US$ 0,000037. Se romper essa resistência, a próxima será em torno de US$ 0,000057.

Shiba Inu (SHIB) dispara em relação ao Bitcoin: o que vem a seguir?
Fonte: Tradingview

Romper este nível pode significar um novo ciclo de alta para a memecoin, especialmente se a proporção áurea for ultrapassada.

Além disso, os sinais de alta são indicados pelo MACD, que está em tendência de alta e com suas linhas fazendo um cruzamento de alta. Enquanto isso o Índice de Força Relativa (RSI) está atualmente em território neutro.

Correção a caminho?

No gráfico semanal indica que a SHIB seguirá em alta. O histograma MACD tem apresentado essa tendência desde a semana passada, acompanhado por cruzamentos de alta nas linhas.

Shiba Inu (SHIB) dispara em relação ao Bitcoin: o que vem a seguir?
Fonte: Tradingview

No entanto, recomenda-se cautela, pois o RSI indica condições de forte sobrecompra. Suportes significativos de Fibonacci são esperados em torno de US$ 0,00003 e US$ 0,00002 no caso de uma correção.

Gráfico diário confirma tendência de alta

No gráfico diário, um cruzamento dourado das médias móveis exponenciais (EMAs) sinaliza uma tendência de alta no curto e médio prazo.

No entanto, o histograma MACD tem diminuído, sugerindo um sentimento de baixa. Apesar dos esforços para quebrar a resistência em torno de US$ 0,000037, a Shiba Inu pode recuar para o suporte de 0,382 de Fibonacci perto de US$ 0,00003.

Fonte: Tradingview

As linhas MACD permanecem otimistas, mas é necessária cautela, já que o RSI indica fortes condições de sobrecompra, sem sinais de divergência de baixa.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Gráfico de 4 horas mostra sentimento misto para a SHIB

No gráfico de 4 horas, o cruzamento dourado das EMAs confirma uma tendência de alta, mas as linhas MACD já se tornaram de baixa, com o histograma flutuando entre alta e baixa. O RSI é neutro e não oferece sinais claros.

Fonte: Tradingview

Se o suporte de US$ 0,00003 falhar, apoiado pela EMA 50, o próximo suporte significativo de Fibonacci será de US$ 0,00002, apoiado pela EMA 200. Alternativamente, romper a resistência pode levar a SHIB para o nível de US$ 0,000057.

Forte salto em relação ao BTC

Contra o BTC, a Shiba Inu subiu aproximadamente 226% em um período de dez dias. Este salto faz com que a memecoin enfrente uma resistência substancial variando de cerca de 0,0000000006 BTC a 0,000000000722 BTC.

Fonte: Tradingview
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados