Ver mais

Sem perfumes, presentes e flores – golpistas usam Dia da Mulher como isca para crimes cibernéticos  

4 mins
Atualizado por Thiago Barboza

Os criminosos avançam na mesma velocidade da evolução da tecnologia. A criatividade não tem limite. O novo golpe é um alerta para o dia das mulheres.

Uma pesquisa da Kaspersky mostra que mulheres têm preferido pagamentos digitais. Apesar da adoção, muitas fazem a escolha por segurança e dizem que a pandemia as levou a preferência por plataformas digitais.

E na hora de escolher o presente, as estatísticas mostram que elas são muito mais propensas a fazer compras online do que os homens: 43% contra 32%. Logo as mulheres são os alvos preferidos de criminosos cibernéticos em datas como o dia da Mulher.

Nos Estados Unidos – a maior economia do globo – por exemplo, as mulheres são direta ou indiretamente responsáveis por até US$ 14 bilhões, ou 80% dos gastos de consumo.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

E com tanta oportunidade para prática de pishisng e outros ciber crimes, muitas recebem promoções com nomes de big techs, como, por exemplo, a Amazon e vem geralmente com uma oferta tentadora e mensagens assim:

“Bem-vindo ao Sorteio do Dia Internacional da Mulher da Amazon! Temos mais de 10.000 brindes!”. Para participar, o destinatário é solicitado a seguir um link e preencher uma rápida pesquisa e, em seguida, compartilhar a mensagem com algumas dezenas de amigos e verificar sua identidade por e-mail.”

Pronto! Ao clicar, segundo os pesquisadores, o dispositivo da vítima já pode ter sido comprometido e invadido. Pois os criminosos acessam aplicativos financeiros, dados, contatos e a vida vira um inferno.

Nem tudo são flores, mulheres!

A tradição mundial de dar flores neste dia não é nova e claro, os fraudadores também aproveitam a oportunidade única. Hoje golpistas estão enviando flores de graça e na hora de receber “ela” precisa pagar “apenas pela entrega”

E se a vítima concordar, recebe um link de pagamento em um aplicativo de mensagens instantâneas. Para surpresa, após seguir todas as instruções, a mulher fica sem as flores e o número de telefone da floricultura fica indisponível.

As perdas, neste caso, incluem tanto o “custo de entrega” como os dados do cartão bancário, que mais tarde podem ser usados ​​para roubar somas muito maiores. Aqui está uma regra de ouro para você, se quiser evitar ser enganado: nunca pague por um presente. Afinal, deveria ser gratuito porque é um presente. Se uma floricultura, salão de manicure ou spa decidir ser legal e enviar flores para você de repente, certifique-se de que eles não cobrem por isso, alerta a Kaspersky.

Catfishing e Doxing em alta 

Outra modalidade de crime cibernético que tem ganhado os holofotes, é o Catfishing. Neste caso, o hacker usa dados pessoais, imagens e até voz da vítima para aplicar golpes em redes sociais e aplicativos de relacionamento.

Além do assédio, muitas viram refém desses criminosos digitais.

A streamer Amouranth, com mais de 6,3 milhões de seguidores na Twitch, diz que passou pela situação várias vezes em um único mês.

Wolfabelle também streamer experimentou um tipo diferente de doxing: um perseguidor descobriu o endereço dela e ameaçou publicá-lo, a menos que ela fizesse favores sexuais. Ela ainda recebeu uma foto de sua casa feita pelo doxer para provar que ele não estava blefando.

O golpe doxing envolve publicação de informações pessoais sem o consentimento do proprietário. Em suma, como muitos outros problemas de abuso tecnológico, pode até passar do mundo digital para o físico.

Especialistas alertam para não compartilhar geolocalização em redes sociais, publicar o mínimo de informações pessoais e se possível manter o perfil privado nas midas sociais.

Comemore o 08 de março com segurança e dinheiro na conta

Entre os alertas estão:

  • Ficar de olho em promoções que disponibilizam brindes e presentes generosos e pedem para compartilhar links com amigos. A modalidade não é nova.
  • Preste atenção nas mensagens de e-mail, remetente, veja se tem erros de digitação e desconfie sempre.
  • E mantenha – se possível – perfis privados em redes e aplicativos de mídias sociais.

Mulheres preferem pagamentos digitais

“O estado do uso e segurança dos pagamentos digitais na América Latina”, realizado pela empresa de cibersegurança com a consultoria Corpa, avaliou as interações e atitudes das pessoas em relação aos serviços de pagamento digital para compreender as motivações da sua adoção.

Uma conclusão importante destaca que durante a pandemia, 16% das mulheres no Brasil e 15% dos homens adotaram serviços online ou carteiras digitais. Um terço das mulheres (33%) adotou esses serviços por falta de outra opção durante o isolamento social.

Segurança e conveniência foram os principais motivos citados por 55% das mulheres para adotar essas novas tecnologias de pagamento.

No entanto, o relatório também ressalta que preocupações com a cibersegurança têm impedido a plena adoção desses serviços. Medo de perder dinheiro online é mencionado por várias mulheres de diferentes países da América Latina, com 43% das guatemaltecas, 36% das peruanas e mexicanas, um terço das costa-riquenhas e colombianas, 28% das panamenhas, 23% das argentinas, 21% das chilenas e 20% das brasileiras.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados