Seleção da Argentina anuncia criptomoeda ARG em parceria com a Chiliz (CHZ)

Atualizado por Paulo Alves
EM RESUMO
  • Todos os usuários argentinos do aplicativo Socios.com receberão um fã token ARG grátis.
  • O ARG será lançado antes da Copa América 2021, que será realizada em julho.
  • Alexandre Dreyfus, CEO da Chiliz, comentou que este projeto estava "sendo trabalhado nos bastidores há 18 meses".
  • promo

    Comece agora a ganhar até 8% anuais com o novo programa de Staking da Stormgain!Entre hoje no nosso Telegram!

A Chiliz (CHZ) continua unindo a indústria blockchain e a indústria dos esportes. A empresa vem ganhando fama no setor após firmar parcerias com grandes times como o FC Barcelona, ​​Juventus, Atlético Madrid entre outros. A empresa sela agora acordo com uma das mais poderosas seleções do esporte em nível global, a seleção da Argentina.

O CEO da Chiliz, Alexandre Dreyfus, anunciou no Twitter que o novo fã token ARG já havia sido lançado em sua plataforma de blockchain Chiliz e no Socios.com, o que representa o primeiro acordo de uma seleção nacional feito com a fintech, que tem se especializado no setor esportivo.

O fã token ARG será lançado antes da Copa América 2021, que será realizada em julho. Todos os usuários argentinos do aplicativo Socios.com receberão uma unidade do ativo grátis. Esta promoção inclui apenas os usuários que já estão registrados no aplicativo, não para novos cadastrados após o anuncio.

Chiliz e a Federação Argentina de Futebol (AFA) trabalham no projeto há meses

Dreyfus acrescentou que este projeto estava “sendo trabalhado nos bastidores há 18 meses” e que ele estava super feliz por ter concluído este projeto, compartilhando o endereço do token ARG hospedado na blockchain Chiliz.

O token chega graças a um acordo com a AFA (Associação Argentina de Futebol). A do lançamento, Claudio Tapia, Presidente da instituição, assegurou:  

“Desde que assumimos a nossa gestão temos enfrentado o desafio de gerar mais receitas para a AFA, desenvolvendo novas unidades de negócios e potencializando a presença comercial da nossa Seleção no mundo” […] Este acordo responde claramente à nossa estratégia e também reforça o nosso crescimento digital. “

Desta forma, a Argentina se tornará a primeira seleção nacional a lançar um fã token e entrará para a vasta lista de organizações esportivas que já possuem destes ativos no Socios.com. Esta lista inclui gigantes do futebol europeu, como FC Barcelona, ​​Paris Saint-Germain, Manchester City, Juventus e AC Milan.

No país, o Club Atlético Independiente foi a primeira e até agora única organização esportiva a aderir à plataforma. O River Plate e o Racing Club também aderiram à combinação de cripto e esportes, mas com a Sorare.

Criptomoedas aplicadas ao futebol: um futuro promissor e uma nova forma de financiamento para os clubes

Como outros setores, a indústria do futebol também foi gravemente atingida economicamente com a pandemia. As criptomoedas e sua flexibilidade proporcionam novas formas de interação com seus torcedores, além de uma nova forma de financiamento para organizações esportivas, como disse Dreyfus em entrevista exclusiva ao BeInCrypto. Nesta ocasião, ele ele:

“O futuro do esporte envolve transformar o papel do torcedor para torná-lo um protagonista ativo por meio de estratégias inovadoras de engajamento. Nossa plataforma permite que as organizações esportivas façam essa evolução ”.

Chiliz também se expande para outros esportes

Com o anúncio do lançamento dos tokens de torcedor da seleção argentina, a Socios.com culmina um “hat trick” de novos parceiros, uma vez que anunciou recentemente acordos com três clubes da Indian Premier League (IPL) de críquete (Royal Challengers Bangalore, Kolkata Knight Riders e Punjab Kings) e com a equipe americana de automobilismo Roush Fenway Racing, que compete na NASCAR.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.