Ver mais

SEC exige depoimento de Elon Musk sobre compra do Twitter em 2022

2 mins
Por Ciaran Lyons
Traduzido Thiago Barboza

EM RESUMO

  • A SEC entrou com um pedido para que Elon Musk testemunhasse sobre supostas violações da lei de segurança federal.
  • As alegações estão relacionadas à compra do Twitter por Musk, que a SEC afirma ter violado potencialmente as leis de valores mobiliários.
  • Apesar de receber aviso prévio, Musk recusou-se a comparecer para o depoimento obrigatório, levantando objeções.
  • promo

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) apresentou um pedido de ordem obrigando Elon Musk a testemunhar sobre múltiplas alegações de violações da lei federal de valores mobiliários.

A SEC está buscando o comparecimento de Elon Musk ao tribunal em relação às suas ações relacionadas à compra do Twitter em 2022.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em abril

SEC continua investigação sobre e coleta informações

Em uma declaração recente, a SEC afirma que Musk não compareceu para prestar depoimento conforme exigido pela intimação investigativa emitida.

A entidade esclarece que Musk recebeu um aviso prévio substancial para comparecer ao depoimento em maio de 2023. Isso foi quase quatro meses antes da data agendada em setembro.

No entanto, apenas dois dias antes da audiência, Musk teria informado à SEC que não compareceria:

“Musk tentou justificar a sua recusa em cumprir a intimação levantando, pela primeira vez, várias objeções espúrias.”

A SEC afirma que o testemunho de Musk fornecerá informações adicionais à sua investigação. No entanto, afirma que está apenas em processo de coleta de informações e não alega culpa neste momento:

“A equipe da SEC continua sua investigação de apuração de fatos e, até o momento, não concluiu que qualquer indivíduo ou entidade tenha violado as leis federais de valores mobiliários.”

Musk sustenta sua defesa da Dogecoin

Musk, um apaixonado comentarista de criptomoedas, ganhou reconhecimento na comunidade por seu apoio entusiástico a Dogecoin.

Rumores em andamento sugerem que Musk pode potencialmente integrar a Dogecoin na plataforma X como forma de pagamento. Enquanto isso, ele rejeitou a ideia de um token cripto do X. Em um tópico no X, Musk afirmou firmemente que nem ele nem a plataforma têm qualquer intenção de introduzir um token.

No entanto, devido aos processos judiciais em andamento com a SEC, Musk adotou uma abordagem mais reservada para endossar a Dogecoin.

No momento da publicação, o preço da Dogecoin era de US$ 0,061.

SEC exige depoimento de Elon Musk sobre compra do Twitter em 2022
Gráfico diário da DOGE. Fonte: BeInCrypto

Durante uma entrevista em 24 de maio, Musk ofereceu uma resposta alegre quando questionado sobre a Dogecoin, com um aviso enfatizando que seus comentários não tinham a intenção de ser um conselho financeiro:

“Não estou aconselhando ninguém a comprar criptomoedas ou apostar muito na Dogecoin ou algo assim. Mas a Dogecoin é minha criptomoeda favorita porque tem o melhor humor e tem cachorros.”

Enquanto isso, em abril, Musk solicitou ao tribunal de Manhattan a rejeição de uma ação judicial de US$ 258 bilhões movida contra ele. O processo alegou que ele operou um esquema de pirâmide para impulsionar a Dogecoin.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Abril de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Sound Designer de profissão e apaixonado por comunicação, Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados