Saída de BTC de exchanges atinge máxima histórica – análise on-chain

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • Os dados on-chain mostram que as exchanges registraram o nível mais alto de retiradas de BTC da história.
  • As retiradas de Bitcoin de exchanges podem ser interpretadas como um sinal de perda de confiança para as entidades cripto centralizadas.
  • Estamos vivenciando um renascimento da frase: 'Não são suas chaves, não são suas moedas'?
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

Os últimos dias de junho definiram a mínima histórica (ATL) para a taxa Exchange Net Position Change. Isso significa que os investidores estão retirando seu BTC das exchanges de criptomoedas nos níveis mais altos de todos os tempos.

As retiradas de Bitcoin das exchanges são ditadas pelo prolongado mercado em baixa e pelo fato de o BTC ter caído mais uma vez abaixo de US$ 20.000. Ao mesmo tempo, eles são uma expressão da crença dos investidores de que o preço do Bitcoin agora é relativamente baixo e que a maior criptomoeda aumentará no futuro.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Os problemas de um número crescente de serviços centralizados e protocolos de criptomoedas descentralizados também não são insignificantes. Assim, o recorde de retiradas de câmbio do Bitcoin pode ser uma manifestação da rápida perda de confiança dos investidores nessas entidades. Será que os dados on-chain sugerem um renascimento do ditado clássico: “Não são suas chaves, não são suas moedas”?

Saques de Bitcoin em exchanges atingem ATH

O indicador Exchange Net Position Change fornece informações sobre a mudança de 30 dias no fornecimento de carteiras de câmbio. Se as barras de seu gráfico estiverem verdes, as exchanges estão experimentando uma entrada líquida de BTC em suas carteiras. Se estiverem vermelhos – o Bitcoin está sendo retirado das exchanges.

No gráfico de longo prazo deste indicador, vemos uma vantagem significativa das barras verdes sobre as vermelhas. Essa vantagem durou até o final de 2019 (linha azul) e atingiu seu pico próximo ao histórico ATH de US$ 20.000 em dezembro de 2017 (círculo azul). Naquela época, uma quantidade recorde de Bitcoin fluiu para as exchanges com o pico da média móvel de 7 dias (7D SMA) em 245.000 BTC em 28 de dezembro de 2017.

Gráfico do BTC  Exchange Net Position Change por Glassnode
Gráfico por Glassnode

No entanto, desde o início de 2020, vimos uma reversão gradual do domínio e aumento da prevalência de saques em exchanges de Bitcoin. Os dois períodos anteriores de maiores saídas de BTC foram abril de 2020 – logo após o crash do COVID-19 – e novembro de 2020 – o início do aumento parabólico do mercado em alta anterior (círculos vermelhos). As saídas de Bitcoin durante esses períodos atingiram as mínimas 7D SMA em -115.000 BTC e -127.000 BTC, respectivamente.

O terceiro período em que as retiradas de Bitcoin das exchanges atingiram o ATH está em andamento. Durante os últimos 4 dias, vimos o 7D SMA se manter em uma baixa recorde de -133.000 BTC.

Gráfico de dados on-chain do BTC por Glassnode
Gráfico por Glassnode

Menos BTC em exchanges em quase 4 anos

A confirmação da tendência em curso de saques de Bitcoin em exchanges é fornecida por um gráfico de longo prazo do saldo do BTC nas exchanges. Este indicador mede a quantidade total de moedas mantidas em endereços das exchanges.

Semelhante ao gráfico anterior, vemos que o crash do COVID-19 em março de 2020 foi um ponto de inflexão para a quantidade de BTC mantida nas exchanges. Naquela época, o gráfico do saldo nas exchanges definia o ATH em 3,129 milhões de BTC em 17 de março (círculo azul). Desde então, o indicador vem caindo.

Gráfico do balanço de Bitcoin nas exchanges por Glassnode
Gráfico por Glassnode

As retiradas contínuas de Bitcoin das exchanges por mais de 2 anos acabaram de levar a uma nova baixa local do BTC nas exchanges. Atualmente, o saldo nas exchanges é de 2,398 milhões de BTC e atingiu seu nível mais baixo em quase 4 anos. A última vez que o número de Bitcoin nas exchanges atingiu um nível tão baixo foi em 25 de julho de 2018, exatamente 1436 dias atrás.

Investidores estão perdendo confiança

As retiradas de Bitcoin no período recente, e especialmente nos últimos dias de junho, podem ser a manifestação de um fenômeno duplo. Por um lado, grandes retiradas de Bitcoin das exchanges geralmente, mas nem sempre, se correlacionam com o fundo do mercado BTC ou o início de um mercado em alta de longo prazo. Isso expressou a crença fundamental dos investidores de que o preço do BTC estava relativamente baixo na época e aumentaria no futuro.

Mas, por outro lado, o motivo dos saques recordes pode ser uma profunda perda de confiança nas corretoras de criptomoedas centralizadas e descentralizadas. O colapso do ecossistema Terra (LUNA) e o colapso da stablecoin UST foram os principais motivos da recente desestabilização do setor de criptomoedas.

A queda dos preços e o FUD generalizado levaram a dificuldades para mais empresas de empréstimos e fundos de criptomoedas, com Celsius e Three Arrows Capital (3AC) abrindo o caminho. Isso foi agravado por notícias recentes de cortes de empregos em várias empresas líderes de criptomoedas, como Coinbase, Crypto.com e BlockFi.

Com um mercado tão volátil, o aumento das retiradas de Bitcoin das exchanges parece ser uma consequência natural das preocupações dos investidores. Parece que a frase clássica e garantia de segurança do setor de criptomoedas – “Não são suas chaves, não são suas moedas” – está passando por um renascimento hoje.

O conhecido analista on-chain @WClementeIII postou no Twitter ontem um resumo das retiradas recordes de Bitcoin das exchanges da seguinte forma:

“Não tenho certeza de quanta relevância isso tem para o preço, mas acho que isso é, em certa medida, um reflexo da perda de confiança dos participantes em entidades centralizadas após eventos recentes. As pessoas estão percebendo ‘não são suas chaves, não são suas moedas’.”

Para a análise mais recente de Bitcoin (BTC) do Be[in]Crypto, clique aqui.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.