Ver mais

Quer fazer staking? Estas altcoins o qualificam para 100 airdrops, diz analista

3 mins
Por Bary Rahma
Traduzido Júlia V. Kurtz

No mercado de criptomoedas, uma nova estratégia está surgindo, prometendo ganhos importantes para investidores astutos. Um analista compartilhou um guia completo para apostar em um grupo seleto de altcoins, potencialmente desbloqueando mais de 100 airdrops.

Embora esta estratégia ainda não tenha sido testada, o seu potencial torna-a um tema atraente para os investidores investigarem e compreenderem a sua viabilidade e benefícios potenciais.

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

Altcoins prometem airdrops

Um usuário do Twitter (X), Rekt Fencer, pretende se beneficiar de vários ecossistemas de blockchain que prometem render mais de “100 airdrops no valor de mais de US$ 1 milhão este ano”. Para o ecossistema Celestia, Fencer aconselhou o staking de TIA através da Keplr Wallet e na MilkyWay, com aposta mínima de 2 TIA. Esta estratégia foi projetada para alavancar o crescimento da rede da Celestia.

“Atualmente, os airdrops de TIA estão gerando muita atenção. Até agora, houve quatro confirmados: Dymension (DYM), MilkyWay (MILK), Movement (MOV) e Doki (DOKI)”, afirmou Fencer.

Por outro lado, no ecossistema Injective, a estratégia envolve apostar INJ via Keplr Wallet. Fencer também recomendou delegar ao Black Panther e ao Protocolo Talis, e envolver-se em projetos como Helix e Hydro Protocol. Esta abordagem visa capitalizar as plataformas de negociação robustas e as diversas ofertas da Injective.

“O Injective subiu 1.600% e está esmagando este ano, superando SOL, BNB e ATOM. Mas quando você vê o ecossistema, parece muito cedo e a maioria dos projetos ainda está em Testnet. Este é o momento perfeito para os projetos emitirem seus tokens e potencialmente fazerem lançamentos aéreos”, disse outro usuário do Twitter (X), Pepesso.

Quer fazer staking? Estas altcoins o qualificam para 100 airdrops, diz analista

O ecossistema Cosmos também oferece uma estratégia mais variada. Ela envolve o staking de vários tokens, incluindo ATOM, OSMO, TIA, JUNO, SEI e KUJI por meio da carteira Keplr.

Esta abordagem diversificada poderia potencialmente render recompensas de diversas fontes dentro das redes interligadas do Cosmos.

Enquanto isso, para os entusiastas do ecossistema Pyth, Fencer sugeriu um staking mínimo de 100 PYTH no dApp Pyth. Da mesma forma, ele recomendou a negociação em plataformas como Drift Protocol e Parcl.

Este método aproveita o feed de dados de mercado em tempo real da Pyth e sua lista crescente de projetos de ecossistema.

“O Pyth domina como a maior rede oracle e de mais rápido crescimento, alimentando mais de 140 dApps. Não é nenhuma surpresa que os dApps sem token alimentados pela tecnologia PYTH usarão o staking PYTH como um critério chave para seus lançamentos aéreos”, acrescentou Fencer.

Mais airdrops no horizonte

No ecossistema Eigenlayer, a estratégia inclui reestabelecer ETH na Eigen Layer e fazer staking em plataformas como Kelp DAO e Swell. Enquanto isso, a estratégia do ecossistema Sui abrange o staking de mais de 50 SUI em múltiplas plataformas, incluindo Scallop e NAVI Protocol, e o envolvimento com dApps como KriyaDEX.

Este plano visa alavancar o alto desempenho dessas blockchains para obter retornos significativos.

Para o ecossistema Sei, Fencer recomendou o staking de SEI em plataformas como Yaka Finance e Kawa, e negociar na vDEX.ai. Por fim, ele sugeriu o staking de mais de 5 APT em plataformas como Amnis Finance e Pontem Lumio no ecossistema Aptos.

Esta estratégia foi concebida para beneficiar destas infraestruturas escaláveis e do ecossistema DeFi.

“A Aptos Labs levantou com sucesso impressionantes US$ 350 milhões em duas rodadas de financiamento, atraindo investidores como a16z, Multicoin Capital, Coinbase e outros. A Aptos lançou apenas 3% dos tokens que estavam reservados para a comunidade. Ainda existem 480 milhões de tokens APT disponíveis para a comunidade reivindicar”, concluiu outro usuário do Twitter (X), Ardizor.

O guia de Fencer, embora extenso, requer um conhecimento profundo dos respectivos ecossistemas e seus processos de piquetagem. Os investidores devem realizar pesquisas minuciosas e considerar os riscos do staking de criptomoedas, incluindo a volatilidade do mercado e as incertezas tecnológicas.

Seguindo essas etapas, os entusiastas cripto poderiam potencialmente desbloquear muitos airdrops, mas cautela e devida diligência são fundamentais para navegar nesta estratégia de alta recompensa, mas de alto risco.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Julia.png
Júlia V. Kurtz
Editora-chefe do BeInCrypto Brasil. Jornalista de dados com formação pelo Knight Center for Journalism in the Americas da Universidade do Texas, possui 10 anos de experiência na cobertura de tecnologia pela Globo e, agora, está se aventurando pelo mundo cripto. Tem passagens na Gazeta do Povo e no Portal UOL.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados