Ver mais

QNT, UNI e LINK entre as melhores criptomoedas da semana

3 mins
Por Valdrin Tahiri
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • QNT atingiu a área de resistência de US$ 145.
  • MKR está negociado dentro de uma cunha de baixa de longo prazo.
  • HNT está negociado dentro de um triângulo de alta.
  • promo

Análise do Be[in]Crypto das cinco criptomoedas que mais subiram na semana, mais especificamente de 23 de setembro a 30 de setembro.

As criptomoedas que mais valorizaram na semana foram:

  1. Quant (QNT): 21,63%
  2. Maker (MKR): 17,05%
  3. Helium (HNT): 11,87%
  4. Uniswap (UNI): 11,15%
  5. Chainlink (LINK): 10,47%
  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

QNT se aproxima de importante resistência

A QNT vem subindo desde que rompeu uma linha de tendência de baixa de longo prazo no início de junho. O movimento vem seguindo uma linha de tendência de alta e, até agora, levou a um topo de US$ 145,80.

O preço do token atingiu a área de resistência horizontal de longo prazo de US$ 145, que é a resistência mais importante até a máxima histórica de preço. Portanto, um movimento acima desse nível poderia acelerar bastante a tendência de alta para US$ 283, que é o nível de retração de 0,618 de Fibonacci.

Gráfico da QNT no TradingVIew

MKR volta a subir após atingir suporte

O MKR está negociado dentro de uma cunha de baixa desde agosto de 2021. A cunha é considerada um padrão de alta, o que significa que um eventual rompimento seria o cenário mais provável. As linhas de resistência e suporte da cunha foram validadas várias vezes, aumentando a legitimidade desse padrão.

O preço saltou na linha de suporte da cunha em 21 de setembro e vem subindo desde então. Se conseguir sair desse padrão, a área de resistência mais próxima seria encontrada em US$ 2.000.

Gráfico do MKR no TradingView

HNT atinge resistência

O HNT vem subindo ao lado de uma linha de tendência de alta desde 6 de setembro. A linha foi validada três vezes (ícones verdes), a mais recentemente na última quarta-feira (28).

Quando combinado com a área de resistência de US$ 5,40, isso cria um triângulo de alta, que é considerado um padrão de alta. No entanto, o token foi rejeitado pela área de resistência em 30 de setembro (ícone vermelho).

O HNT cair abaixo da linha de suporte ou se mover acima da resistência de US$ 5,40 provavelmente determinará a direção futura de sua tendência.

Gráfico do HNT no TradingView

UNI volta a subir após concluir movimento de baixa

A partir de 28 de julho, a UNI completou um movimento de baixa de cinco ondas, que levou a uma mínima de US$ 5,14 feita em 21 de setembro. Seu preço tem subido desde então, atingindo um topo em US$ 6,76.

Atualmente, a UNI está enfrentando resistência em US$ 6,80. Se for bem-sucedido em se mover acima desse nível, a área de resistência mais próxima seria encontrada em US$ 8,15.

Gráfico da UNI no TradingView

O preço da LINK tem subido dentro de um canal paralelo de alta desde 28 de agosto. O movimento dentro dele levou a um topo de US$ 8,54 na última quarta-feira.

No entanto, o token não foi capaz de ultrapassar a linha de resistência do canal e o nível de retração de 0,618 de Fibonacci. Isso criou um longo pavio superior (ícone vermelho) no processo.

Atualmente, a LINK está se aproximando do meio do canal, em US$ 7,50. Como os canais paralelos geralmente contêm movimentos corretivos, um eventual rompimento seria o cenário mais provável. As chances de isso acontecer seriam aumentadas ainda mais por um movimento abaixo desse canal.

Gráfico da LINK no TradingView
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados