Ver mais

Putin deseja criar sistema internacional de pagamentos baseado em blockchain

2 mins
Por Oluwapelumi Adejumo
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • O presidente Putin pediu um sistema internacional de pagamentos baseado na tecnologia blockchain.
  • Segundo ele, o sistema atual é “controlado por um pequeno clube de estados e grupos financeiros”.
  • A Rússia fez vários movimentos pró-cripto após a onda de sanções impostas pelo Ocidente.
  • promo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que há necessidade de um novo e independente sistema internacional de pagamentos em meio às sanções e restrições impostas a seu país.

Putin disse que o novo sistema seria independente de bancos e interferência de terceiros. Ele sugeriu a criação de um sistema baseado em moedas digitais e tecnologia blockchain.

O presidente fez essa declaração em uma conferência de inteligência artificial organizada pelo Sberbank. Em seu discurso, o chefe de estado russo revelou que os acordos internacionais estão agora ameaçados após as relações tensas entre o país e as superpotências ocidentais.

Putin disse que era “possível criar um novo sistema internacional de pagamentos baseado em tecnologias de moedas digitais e registros distribuídos, muito mais conveniente, mas ao mesmo tempo completamente seguro para os participantes e independente de bancos e interferência de terceiros”.

Sistema de pagamentos atual é caro

Da mesma forma, o presidente descreveu o atual método internacional de pagamentos como caro. Putin disse que os grupos financeiros que controlam o acordo internacional são os culpados pelo seu alto custo.

“Hoje, o sistema internacional de pagamentos é caro, com contas correspondentes e regulamentação controlada por um pequeno clube de Estados e grupos financeiros.”

o descrever as sanções do Ocidente à Rússia como restrições ilegítimas, Putin observou que os acordos internacionais são agora um ponto de ataque. “E nossas instituições financeiras sabem disso melhor do que ninguém porque estão expostas a essas práticas”, acrescentou.

Rússia adota criptomoedas para boicotar sanções

Em março, o Bank for International Settlements suspendeu a Rússia de usar seus serviços após a invasão da Ucrânia. Desde então, o país fez vários movimentos pró-cripto e tentativas de boicotar as sanções impostas. Também aumentou seu apoio à legalização de pagamentos cripto transfronteiriços.

Na semana passada, foi informado que a Rússia estava trabalhando em uma lei que estabelece uma exchange nacional de criptomoedas. Os legisladores do país também estavam trabalhando em um projeto que legalizava a mineração de moedas digitais.

O Irã é outro país que tentou boicotar as sanções ocidentais por meio do uso de criptomoedas. O país asiático concluiu um pagamento de pedido de importação de US$ 10 milhões usando criptomoedas em agosto.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados