Ver mais

Projeto DeFi é paralisado após hack de US$ 5 milhões

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • O projeto Osmosis foi interrompido depois que um bug levou ao roubo de US$ 5 milhões de suas pools de liquidez.
  • O bug permitiu que os usuários adicionassem fundos a um pool de liquidez e retirassem valores adicionais de 50%.
  • A equipe do projeto diz que o bug já foi identificado e já corrigido.
  • promo

O protocolo Osmosis (OSMO) foi interrompido depois que um “bug crítico” ocasionou um hack de US$ 5 milhões nas pools de liquidez do projeto de finanças descentralizadas (DeFi).

Desenvolvedores principais e validadores de rede pararam a cadeia na manhã desta quarta-feira (8). O bug foi relatado pela primeira vez por um usuário do Reddit, que alertou que quando alguém depositava fundos em uma pool de liquidez e o removia instantaneamente, o valor do saque aumentava de alguma forma em 50%.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Essa postagem foi excluída pelo moderador do fórum. Mas não antes que os usuários executassem o bug repetidamente, fugindo com milhões de dólares em criptomoedas.

O perfil oficial do Osmosis tuitou que: “As pools de liquidez NÃO foram ‘completamente drenadas’. Os desenvolvedores estão corrigindo o bug, avaliando o tamanho das perdas (provavelmente na faixa de ~ US$ 5 milhões) e trabalhando na recuperação.”

Anteriormente, alguns relatos sugeriram que o bug poderia ter drenado todos as pools de liquidez de protocolo.

Osmosis identifica e corrige o bug

Em uma atualização posterior, a equipe relatou que “o bug foi identificado e um patch escrito. Mais testes estão em andamento antes que os validadores sejam recomendados para coordenar uma reinicialização.” Enquanto a cadeia estava parada, a Osmosis DEX e sua carteira nativa permaneceram inutilizáveis.

Osmosis é um criador de mercado automatizado (AMM) construído na blockchain Cosmos, que permite transações cross-chain (cadeia cruzada). Ela opera uma exchange descentralizada (DEX) que tinha cerca de US$ 212 milhões em valor total bloqueado (TVL) no momento em que a cadeia foi interrompida, de acordo com os dados do DefiLlama.

O hack do projeto DeFi vem logo após uma recente atualização de software para a rede Osmosis , destinada a melhorar a eficiência e a experiência de seus usuários. No Discord, alguns validadores começaram a levantar problemas após a atualização, incluindo “sempre perder alguns blocos”.

No fechamento da matéria, o preço do OSMO caiu 4,3% nas últimas 24 horas, atingindo US$ 1,08. O token acumula uma desvalorização de 90% em relação a sua máxima histórica de US$ 11,25 em 4 de março, conforme dados do CoinGecko.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

jeffrey_gogo-1.jpg
Jeffrey Gogo
Jeffrey Gogo é um jornalista financeiro versátil baseado em Harare, Zimbábue. Por mais de 17 anos, ele escreveu extensivamente sobre os mercados financeiros locais e globais; notícias econômicas e da empresa. Entusiasta das mudanças climáticas, o trabalho de Gogo apareceu no maior diário do Zimbábue, The Herald, Thomson Reuters Foundation, Bitcoin.com e várias publicações online. A Gogo encontrou o bitcoin pela primeira vez em 2014 e começou a cobrir os mercados de criptomoedas em 2017.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados