Privada recicla cocô e paga com criptomoedas

21 agosto 2022, 11:00 -03
21 agosto 2022, 11:00 -03
EM RESUMO
  • O cocô agora pode ser usado para alimentar equipamentos elétricos.
  • Isso o torna valioso.
  • Estudantes são pagos em uma nova criptomoeda pelo trabalho.
  • promo

Shitcoins estão aqui e são um golpe de gênio. Esta é definitivamente uma das coisas mais legais no mercado de criptomoedas até agora.

Cho Jae-weon, do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Ulsan, é professor de engenharia urbana e ambiental.

Ele preparou uma privada ecológica. Mas não só isso. Ela está conectada a um laboratório que usa cocô para produzir biogás e fertilizantes.

A privada BeeVi chegou

A privada BeeVi (combinando as ideias de abelhas e visão) é uma ideia do professor Cho Jae-weon.

O vaso sanitário usa uma função de vácuo para levar o cocô para um tanque subterrâneo, evitando o uso de baldes de água.

  • Ficou com alguma dúvida? O BeInCrypto tem um glossário que pode ajudar a responder a suas dúvidas em relação ao mundo cripto!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

Nesse tanque, microorganismos especialmente inseridos decompõem o material e o transformam em metano. O metano é então usado como energia para o edifício. Até agora, ele tem sido usado para alimentar um fogão a gás, aquecer água e alimentar uma célula de combustível de óxido sólido.

“Se pensarmos fora da caixa, as fezes têm um valor precioso para produzir energia e estrume. Coloquei esse valor em circulação ecológica”, disse Cho.

Embora alguns críticos achem que não vale a pena, a menos que funcione em escala, não há razão para que os humanos não possam transformar isso em algo enorme.

Se uma pessoa produz cerca de 500 gramas por dia, o resultado é 50 litros de gás metano, gerando 0,5 kWh de energia. Isso alimentará um carro por 1,2 km, ou 0,75 milhas.

Perceber isso significa que quanto mais pessoas usarem a privada, mais energia você terá. Espaços públicos como academias e restaurantes farão bem em convencer pessoas a passar o tempo nos menores cômodos do prédio.

Shitcoins – O Ggool

O professor Cho desenvolveu uma criptomoeda chamada Ggool (que se traduz como mel) para atrair as pessoas usarem a pridada. Cada pessoa que doar um cocô no trono especial ganha 10 Ggool.

Já o Ggool pode ser usado para comprar coisas. Os alunos da universidade podem comprar coisas como café, macarrão e livros no campus.

Esse tipo de inovação é o motivo pelo qual as criptomoedas nasceram. Você é bem-vindo.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.