Ver mais

Previsão de preço Polygon (MATIC): reversão ou queda à vista?

3 mins
Por Valdrin Tahiri
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • O preço da MATIC caiu desde maio e recentemente perdeu um nível de suporte de longo prazo.
  • O RSI e a ação de preço em diferentes tempos gráficos suportam a continuação da queda.
  • Um rompimento do canal de curto prazo significará que a tendência de curto prazo é de alta.
  • promo

O preço da Polygon (MATIC) caiu consideravelmente desde o final de fevereiro. Com isso, invalidou uma estrutura de longo prazo durante sua queda.

As leituras em diferentes tempos gráficos ainda são de baixa. Como resultado, espera-se que a tendência de queda continue.

Leia mais: 5 criptomoedas para ficar de olho em junho

Polygon quebra estrutura de longo prazo

A análise técnica do gráfico semanal sugere que a tendência da MATIC é de baixa. Há duas razões principais para isso. A mais importante é a quebra de um canal paralelo de alta em abril. Antes da quebra, o canal estava em vigor desde junho de 2022.

Portanto, sua quebra é um sinal decisivamente baixista, sugerindo que o movimento de alta anterior terminou. Frequentemente, essas quebras significam que uma nova tendência na outra direção já começou.

Gráfico da MATIC no TradingView

O Índice de Força Relativa (RSI) semanal também é de baixa. Ao usar o RSI como um indicador, os traders podem determinar se um ativo está sobrecomprado ou sobrevendido e decidir se é melhor acumular ou vender esse ativo.

Se a leitura do RSI estiver acima de 50 e a tendência for de alta, os compradores têm vantagem, mas se a leitura estiver abaixo de 50, o oposto é verdadeiro. O RSI caiu abaixo de 50 em abril (ícone vermelho), ao mesmo tempo em que o preço caiu abaixo do padrão gráfico. Isso legitimou a queda, sugerindo que a tendência de longo prazo é de baixa.

Previsão de preço

A análise técnica do gráfico de seis horas fornece uma previsão de baixa para a MATIC. Isso sugere que a queda de longo prazo continuará. A primeira razão para isso vem da contagem de ondas.

A teoria de Ondas de Elliott, empregada por analistas técnicos, envolve a análise de padrões recorrentes de preços de longo prazo e a psicologia dos investidores para determinar a direção de uma tendência.

A contagem sugere que a MATIC está atualmente na onda quatro dessa queda de cinco ondas. Portanto, outra queda completará esta parte da correção. A segunda razão vem da presença de um canal paralelo de alta. Conforme descrito no gráfico semanal, esses canais geralmente levam a quebras.

Além disso, o preço é negociado na parte inferior do canal, suportando a possibilidade de uma quebra. Se ocorrer, o alvo mais provável para o fundo será próximo de US$ 0,77. Esse alvo é encontrado pelo comprimento da onda um (branco) e a retração externa de 1,61 de Fibonacci da onda quatro (preto). Isso também se alinhará com a área de suporte horizontal de longo prazo de US$ 0,75.

Gráfico da MATIC no TradingView

Apesar da previsão de preço de baixa, um movimento acima da linha de resistência do canal significará que pelo menos a tendência de curto prazo é de alta.

Nesse caso, o preço da MATIC pode subir em direção à resistência mais próxima em US$ 1,05. No entanto, isso não invalidará as leituras de baixa do gráfico semanal.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados