Ver mais

Por que o mercado de criptomoedas está em baixa hoje, 12/06/2024?

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • A capitalização de mercado total testemunhou saídas no valor de US$ 87 bilhões.
  • O preço do Bitcoin também não escapou da queda, perdendo o suporte em US$ 68.000 e caindo para US$ 67.369.
  • A Akash Network está prestes a marcar uma cruz da morte impulsionada pela correção de 18% das máximas de ontem.
  • promo

A capitalização total do mercado criptográfico (TOTAL) e o Bitcoin (BTC) observaram uma redução massiva. Junto com o BTC, muitas altcoins também caíram, com a Akash Network (AKT) registrando a maior queda em um dia.

Nas notícias de hoje:-

O candidato presidencial Donald Trump anunciou seu apoio à mineração de Bitcoin nos Estados Unidos. Trump afirmou que deseja que o BTC restante seja extraído nos EUA.

Elon Musk decidiu retirar o processo contra o fundador da OpenAI, Sam Altman. Movido inicialmente por Musk em fevereiro deste ano, o processo acusou Altman de se desviar da missão original do ChatGPT no desenvolvimento de seus extensos modelos de linguagem.

O valor total de mercado cai novamente

Dias depois de perder o suporte crucial de US$ 2,50 trilhões, o valor total do mercado cripto caiu novamente. Nas últimas 24 horas, o TOTAL observou US$ 87 bilhões em dinheiro sendo retirados do mercado.

Como resultado, o valor combinado de todos os ativos cripto foi reduzido para US$ 2,38 trilhões. A antecipação em torno da taxa de inflação nos EUA fez com que o mercado entrasse em baixa. Sob a resistência de US$ 2,39 bilhões, é necessária um rompimento deste nível para iniciar a recuperação.

Análise do valor total de mercado de criptomoedas. Fonte: TradingView
Análise do valor total de mercado de criptomoedas. Fonte: TradingView

Mas se a violação falhar, o TOTAL ficará vulnerável a uma queda para US$ 2,29 bilhões.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Bitcoin continua sua correção

O Bitcoin aderiu às sugestões mais amplas do mercado e foi pintado de vermelho no gráfico diário. Consequentemente, o criptoativo caiu do piso de suporte de US$ 68.500, um nível muito crucial. No momento em que este artigo foi escrito, o BTC pode ser visto mudando de mãos em US$ 67.369, mantendo-se acima da média móvel exponencial (EMA) de 100 dias.

O próximo suporte para o preço do Bitcoin é de US$ 66.000, após o qual o BTC provavelmente testaria o suporte em US$ 64.883.

Análise de preço do Bitcoin. Fonte:  TradingView
Análise de preço do Bitcoin. Fonte: TradingView

Akash Network marca um nova mínima

O preço da Akash Network está atualmente na mínima de dois meses, depois de marcar uma queda de quase 18% em relação às máximas de ontem. A tendência de baixa contínua fez com que a altcoin fosse negociada a US$ 3,86, depois de cair na resistência de US$ 4,21.

A Akash, no gráfico diário, também está observando uma potencial cruz da morte que poderia estender as perdas. Uma cruz da morte ocorre quando uma EMA de curto prazo de 50 dias cruza abaixo de uma média móvel de longo prazo.

Leia mais: Previsão de preço do Bitcoin para 2024 / 2025 / 2030

Normalmente, os 200 dias sinalizam uma potencial tendência de baixa no mercado. Este padrão é frequentemente visto pelos traders como um sinal de alerta de queda dos preços.

Análise de preços da Akash Network. Fonte: TradingView
Análise de preços da Akash Network. Fonte: TradingView

Assim, se isso acontecer, o AKT poderá observar uma queda abaixo do suporte crucial de US$ 3,77 e US$ 3,38.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

Thiago-Barboza-red1.png
Thiago Barboza
Thiago Barboza é graduado em Comunicação com ênfase em escritas criativas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em 2019 conheceu as criptomoedas e blockchain, mas foi em 2020 que decidiu imergir nesse universo e utilizar seu conhecimento acadêmico para ajudar a difundir e conscientizar sobre a importância desta tecnologia disruptiva.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados