Por que o Bitcoin (BTC) protege contra a inflação, mas só às vezes

Atualizado por Anderson Mendes
EM RESUMO
  • Bitcoin é uma proteção contra a pressão inflacionária, mas apenas certos tipos de inflação.
  • Isso de acordo com Steven Lubka, diretor administrativo de serviços ao cliente privado da Swan Bitcoin.
  • Compreender os diferentes tipos de inflação é fundamental para entender como o Bitcoin funciona.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

O Bitcoin atua como um hedge inflacionário, mas apenas em certas circunstâncias, segundo Steven Lubka, diretor administrativo da Swan Bitcoin.

De acordo com Lubka, o Bitcoin é um bom hedge contra algumas pressões inflacionárias, como a flexibilização quantitativa. Mas contra outras, como a interrupção da cadeia de suprimentos, ele tem um desempenho inferior.

Os comentários de Lubka ocorrem durante um período difícil tanto para criptomoedas quanto para mercados financeiros. Atualmente, o BTC está sendo negociado a US$ 23.348, com alta de 20,3% no mês, mas com queda de 44,1% no ano. Enquanto isso, o S&P 500 acumula alta de 8,04% no mês e queda de 5,8% no ano, para 4.129 pontos.

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Entendendo a inflação

A inflação inicialmente se referia à impressão de dinheiro contra o fornecimento de garantias fixas, como prata ou ouro. Durante anos, no entanto, as moedas fiduciárias (FIAT) – papel-moeda físico – não foram apoiadas por tal garantia.

Hoje, o termo inflação é usado para descrever duas coisas separadas que compartilham semelhanças superficiais porque aumentam o preço dos bens de consumo, mas em sua essência são fundamentalmente diferentes. Uma é a inflação causada pela flexibilização quantitativa ou impressão de dinheiro, enquanto a outra é causada pelo aumento da escassez de bens.

Com a inflação dos EUA atualmente em 9,1%, seu nível mais alto em 40 anos, entender essa diferença está se tornando cada vez mais relevante.

“A inflação e o que está acontecendo neste momento chamou a atenção das pessoas comuns de uma maneira que nunca antes”, explicou Lubka no What Bitcoin Did Podcast. “Acho que a classe média não se importou, nas últimas duas décadas, com a inflação. E por que eles iriam? Foi relativamente baixa, não afetou a vida deles, mas as pessoas estão realmente sentindo isso hoje.”

O problema que os consumidores e detentores de Bitcoin estão enfrentando atualmente, diz ele, é que estão enfrentando os dois tipos de “inflação” ao mesmo tempo. O primeiro tipo era bom para o Bitcoin, mas o segundo não.

“No início, houve uma tremenda criação monetária – então os EUA imprimem uma tonelada de dinheiro para resgatar o COVID e tudo mais. Bitcoin vai de 10k para 69k, não nos enganemos, quando eles imprimiram dinheiro e expandiram a oferta de dinheiro o Bitcoin foi um dos ativos com melhor desempenho… Bitcoin protegeu você contra a expansão da oferta de dinheiro.”

Aqui, porém, está o aguilhão do conto. Como Lubka observa: “Mais tarde, temos essa outra onda inflacionária que está realmente centrada em alimentos e energia, e é por causa da guerra, é por causa das interrupções na cadeia de suprimentos… Vamos ser claros, a guerra foi a faísca que incendiou tudo, mas montamos uma pilha de gravetos por décadas ao não investir nessas coisas.”

Após a segunda onda inflacionária, o preço do Bitcoin caiu consideravelmente, perdendo cerca de 70% de seu valor em relação a sua máxima histórica.

Cenário complexo

Entender a inflação não é tarefa fácil. Como Lubka explica, o cenário é complexo. Embora a recente queda do Bitcoin tenha desafiado a lógica de que a criptomoeda é um hedge contra a inflação, uma melhor compreensão fornece uma visão mais sutil.

A boa notícia para os HODLers do Bitcoin é que uma forma menos desejável de “inflação” nem sempre precisa ser permanente. As interrupções na cadeia de suprimentos podem eventualmente ser resolvidas e os preços podem cair novamente. A má notícia é que tais resoluções podem estar bem distantes.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.