Ver mais

Polygon (MATIC): Vitalik Buterin elogia rede por tecnologia revolucionária

3 mins
Por Bary Rahma
Traduzido Anderson Mendes

A Polygon (MATIC) vem chamando a atenção da comunidade de criptomoedas, incluindo o cofundador do Ethereum (ETH), Vitalik Buterin.

O acontecimento envolve o lançamento do “Type 1 prover”, um novo componente projetado para melhorar a escalabilidade e interoperabilidade de redes compatíveis com Ethereum por meio de provas de conhecimento zero.

Polygon revela novo avanço tecnológico

A recente revelação representa um momento crucial na indústria blockchain. A tecnologia permite que qualquer rede compatível com o padrão EVM do Ethereum se transforme em uma rede de Camada 2. Esta integração facilita uma conexão perfeita com o amplo ecossistema da Polygon e marca uma nova era de eficiência e acessibilidade.

O brilho tecnológico deste avanço não passou despercebido a Vitalik Buterin. Ele há muito defende o potencial das provas de conhecimento zero para elevar as capacidades das redes L2, equiparando-as as blockchains fundamentais.

“Pessoalmente, minha esperança é que tudo se torne Type 1 ao longo do tempo, através de uma combinação de melhorias nos ZK-EVMs e melhorias no próprio Ethereum para torná-lo mais compatível com ZK-SNARK. Nesse futuro, teríamos múltiplas implementações de ZK-EVM que poderiam ser usadas tanto para rollups de ZK quanto para verificar a própria cadeia Ethereum”, escreveu Buterin.

A importância deste avanço reside no seu potencial para unificar a fragmentada indústria blockchain. Ao permitir que cadeias EVM e rollups otimistas se conectem sem modificações ao provador Tipo 1 e, posteriormente, à camada de agregação da Polygon, as redes podem aproveitar a vasta liquidez e valor do Ethereum.

Essa conquista é um componente crítico do roteiro da Polygon. Ele enfatiza a integração do “conhecimento zero” ou criptografia ZK como uma tecnologia fundamental para desenvolvimentos futuros.

O Type 1 prover promete um nível incomparável de compatibilidade com o Ethereum. Possui a capacidade de gerar provas ZK para blocos da rede principal a um custo mínimo por transação. Demonstrando, portanto, a eficiência e a acessibilidade deste método.

“Com o Type 1, as provas criadas pelo provador Polygon zkEVM no modo Tipo 1 já estão sendo geradas para blocos Ethereum da rede principal a um custo médio de US$ 0,002 a US$ 0,003 por transação (> 36x mais rápido do que qualquer outro provador Tipo 1). Com as melhorias do Plonky3 e zkEVM, espere uma redução de 30 a 50 vezes no custo no próximo ano”, escreveu a Polygon Labs.

Leia mais: As 10 criptomoedas para investir em janeiro de 2024

Analistas otimistas com a MATIC

Em meio a esse avanço tecnológico, a ação de preço da MATIC atraiu perspectivas otimistas de diferentes analistas. Os sentimentos variam desde o otimismo sobre as oportunidades de compra durante a alta do mercado. A reação do mercado ressalta o impacto potencial das inovações da Polygon no valor do seu token.

Por exemplo, Mister Crypto apontou que a MATIC está “atrasada nesta corrida”, sugerindo que poderia ser um momento oportuno para adquirir o token a um preço mais baixo. Ao mesmo tempo, Crypto Rand destacou a fase de “consolidação” após seu avanço de um nível de resistência significativo, sugerindo um potencial aumento de alta.

Além disso, Cold Blooded Shiller destacou o desempenho da MATIC em prazos mais longos, descrevendo-a como “um dos melhores gráficos no momento”.

Polygon (MATIC): Vitalik Buterin elogia rede por tecnologia revolucionária
Fonte: TradingView

A tecnologia da Polygon é um farol para o futuro da interoperabilidade e eficiência blockchain. À medida que aumentam as especulações sobre o futuro movimento dos preços, a antecipação do que vem a seguir na jornada da rede é palpável. A validação de especialistas de figuras como Vitalik Buterin reforça isso.

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Formado em Administração de Empresas pela Universidade Positivo, Anderson atua como redator para o BeInCrypto há 2 anos. Escreve sobre as principais notícias do mercado de criptomoedas e economia em geral. Antes de entrar para a equipe brasileira do site, participou de projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto em sua cidade natal, Curitiba.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados