Ver mais

Políticos dos EUA querem proibir uso do yuan digital nas Olímpiadas de Pequim

2 mins
Atualizado por Paulo Alves

EM RESUMO

  • Senadores expressaram preocupações em relação ao uso do yuan digital durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.
  • Os senadores afirmam que o seu pedido de proibição visa “proteger a privacidade dos atletas norte-americanos do governo comunista chinês.”
  • China pretende permitir que estrangeiros utilizem o yuan digital durante os jogos, que serão sediados em Pequim.
  • promo

Senadores dos Estados Unidos expressaram seu desejo de proibir os atletas do país de receber e utilizar o yuan digital durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, que será sediado em Pequim.

Em carta direcionada ao Comitê Olímpico e Paraolímpico dos Estados Unidos, os senadores Marsha Blackburn, Cynthia Lummis e Roger Wicker, ambos do Partido Republicano, expressaram suas preocupações em relação ao uso do yuan digital durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

Os senadores desejam que os atletas norte-americanos sejam proibidos de utilizar a nova moeda digital emitada por banco central (CBDC) da China durante o torneio, devido às “preocupações com os planos do governo comunista chinês” ao disponibilizar a nova moeda.

Yuan digital nos Jogos Olímpicos

Atualmente, a China é um dos países mais avançados em relação a implementação de um CBDC em sua economia. O projeto de moeda está em fase avançada de testes, sendo inclusive utilizado como forma de pagamento e distribuído entre os cidadãos chineses.

Em abril deste ano, o vice-presidente do Banco Popular da China, Li Bo, afirmou que a instituição pretende permitir que estrangeiros utilizem o yuan digital durante os Jogos Olímpicos de Inverno, que serão sediados na capital do país em 2022.

No entanto, conforme descrito na carta enviada pelos senadores republicanos, a nova moeda digital chinesa pode ser prejudicial para os seus detentores. Eles destacam que o CBDC é totalmente controlado pelo banco central do país, tendo o seu uso sendo facilmente rastreado pelo governo.

Os senadores afirmam que o seu pedido de proibição visa “proteger a privacidade dos atletas norte-americanos do governo comunista chinês.”

Nesse sentido, um ex-diretor do Banco do Povo da China (PBoC) defendeu anteriormente a criação do yuan digital, afirmando que o país não pretendia ter uma maior fiscalização sob o seus detentores. Ele destacou que o CBDC seria uma contramedida as plataformas de pagamento privadas.

Desenvolvimento do dólar digital

Apesar de não estar tão avançado quanto a China, os Estados Unidos também discute a implementação de um CBDC próprio.

No entanto, conforme destacado pelo presidente do FED, Jerome Powell, é necessário realizar uma ampla base de estudos e testes antes de implementar a moeda. Recentemente, ele afirmou que o dólar digital poderia frear o uso de stablecoins descentralizadas, que tem sido cada vez mais discutidas por membros do governo no país.

Atualmente, os Estados Unidos possuem cinco projetos pilotos para testar o dólar digital.  

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados