Ver mais

Plataforma fomenta agro com barter digital tokenizado

3 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Barter Digital da Agrotoken automatiza processos e padroniza operações, facilitando a entrada de novos players.
  • Inclusão financeira e acesso mais democrático a crédito são facilitadas com parcerias entre Agrotoken, Visa e Banco do Brasil.
  • Com mais de 230 mil grãos tokenizados entre soja, milho e trigo, a plataforma da Agrotoken promete uma gestão eficiente e segura das transações,
  • promo

A Agrotoken, líder na tokenização de commodities, está transformando como revendas e indústrias agrícolas realizam transações comerciais. Com a introdução do Barter Digital, a empresa automatiza, por exemplo, processos e padroniza operações, facilitando a entrada de novos player, promovendo um ecossistema mais democrático no agro.

O Barter, prática estabelecida que envolve a troca de matéria-prima ou pagamento equivalente ao valor da commodity como forma de liquidação de transações comerciais, oferece uma série de benefícios práticos aos clientes e parceiros.

Já o agronegócio é um dos setores que impactam positivamente o Produto Interno Bruto (PIB) do país. Atualmente o agro representa mais de 27% do PIB nacional.

Barter minimiza impactos imprevistos

Em um cenário marcado por adversidades climáticas, flutuações cambiais e incertezas geopolíticas desde 2022, o agronegócio tem enfrentado mudanças drásticas. Esse contexto leva produtores rurais a adotarem principalmente planos estratégicos mais robustos e diversificados.

O retorno ao uso do barter tem ajudado a mitigar riscos, proporcionando maior segurança e previsibilidade nos negócios. Um estudo da consultoria McKinsey & Company revelou que cerca de 35% do mercado agro está migrando para esse modelo de negócios.

Segundo Anderson Nacaxe, country manager da Agrotoken, os produtores estão buscando maior eficiência na produção e proteção contra os desafios imprevisíveis do mercado.

“Hoje, um hectare de terra alimenta significativamente mais famílias do que décadas atrás. Qualquer perda, portanto, tem um impacto ainda mais pronunciado. É essa consciência da importância da produtividade que tem motivado os produtores a explorarem novas estratégias, como o barter,” comenta Nacaxe.

Para revendas e cooperativas, a modalidade oferece garantias significativas para reduzir inadimplência e atrasos, aumentando a estabilidade das transações com a trava de preço das commodities. Assim, a agrotoken potencializa a digitalização dessas garantias, registrando-as em blockchain por meio de uma carteira digital.

Gestão eficiente

Com mais de 230 mil grãos tokenizados entre soja, milho e trigo, a plataforma da Agrotoken promete uma gestão eficiente e segura das transações, permitindo assim a criação de uma carteira digital que facilita a transferência fracionada entre as partes envolvidas. Isso simplifica ainda mais o processo e elimina o risco de alterações, possibilitando a rastreabilidade completa das operações.

“Ao integrar o Barter com a Agrotoken, as garantias, antes analógicas, tornam-se digitais, aproveitando toda a segurança e confiabilidade da blockchain. Isso não só elimina o risco de alterações, mas também possibilita a rastreabilidade completa das operações. Além disso, a automatização de processos e a padronização das operações nativas da plataforma simplificam as transações e facilitam a entrada de novos players no mercado,” conclui Nacaxe.

Parceria agro com Visa e Banco do Brasil

Desde 2022, a Visa é parceira da Agrotoken promovendo novas oportunidades no agro e inclusão financeira de pequenos produtores por meio de tokens monetários.

Eduardo Coello, presidente regional da Visa para a América Latina e Caribe, ressaltou a importância da agricultura na região e o compromisso da Visa em ajudar agricultores e empreendedores a crescerem via soluções de pagamento digital baseadas em blockchain e tokenização. A Visa se dedica a facilitar a integração de stablecoins e moedas tradicionais para promover a prosperidade econômica.

Recentemente, a Agrotoken anunciou uma parceria com o Banco do Brasil na plataforma digital Broto, voltada ao agro. Essa colaboração permite que agricultores comprem máquinas, fertilizantes e outros insumos diretamente na Broto, pagando com sua produção tokenizada.

O processo é simples e inovador: os produtores acessam a plataforma Broto, escolhem o que querem comprar e optam por pagar com grãos. A valorização de seus produtos é convertida em tokens pela Agrotoken. O produtor recebe assim o equivalente em tokens e o distribuidor gera um link de pagamento pelo app Agrotoken.

Ao autorizar o pagamento, a transação é concluída, e o produtor não precisa se preocupar com a conversão dos tokens em dinheiro, feita pela Agrotoken.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Apaixonada pelo que faz, Aline Fernandes é uma profissional que atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por quase todas as redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados