Ver mais

Parfin lança blockchain focada em privacidade com conexão entre redes públicas e privadas

2 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • Parfin lança Rayls, blockchain com foco em privacidade, que permite a conectividade entre redes públicas e privadas.
  • Evolução da Parchain está sendo testada como solução de privacidade no Drex e foi selecionada no programa "Start Path" da Mastercard.
  • Foco da Rayls incluí privacidade, escalabilidade, interoperabilidade e compromisso com a descentralização.
  • promo

A Parfin, uma das participantes do Drex do Banco Central, está lançando em testnet seu novo ecossistema de blockchains permissionadas, a Rayls – uma evolução da Parchain.

A “Rayls Public Chain” é uma blockchain pública de segunda camada (Layer 2) do Ethereum. Este lançamento visa conectar o sistema de blockchains permissionadas da Rayls com o ecossistema do Ethereum e outras blockchains públicas.

Para unir o mundo TradFi (Finanças Tradicionais) ao DeFi (Finanças Descentralizadas), a Rayls introduz o conceito de UniFi (Finanças Unificadas).

Este novo paradigma promete – segundo a Parfin – combinar a robustez das finanças tradicionais com as vastas possibilidades das finanças descentralizadas. Além disso, vai permitir a utilização de CBDCs, tokenização de ativos financeiros, simplificação de pagamentos internacionais e liquidações em tempo real.

A Rayls mantém seu forte foco nos quatro pilares: a privacidade, escalabilidade, interoperabilidade e compromisso com a descentralização, diz Marcos Viriato, CEO e co-Foundador da Parfin, empresa que criou a versão inicial da Rayls.

Leia mais: Solana vs. Ethereum: Uma comparação definitiva

Atualmente, a Rayls está sendo testada como solução de privacidade do Drex, do Banco Central, e participa do programa “Start Path” da Mastercard Global.

No piloto do Real Digital espera-se que a Rayls se una com outra solução de privacidade para garantir segurança total das informações transacionadas na blockchain. Além disso, a Parfin também trabalha para garantir que o real tokenizado interaja com DeFi. Por enquanto o BC tem feito os testes na Hyperledger Besu, que ainda não integra blockchains públicas.

Além disso, recebeu o prêmio de segundo lugar do Bank of International Settlements (BIS) em 2023, na Índia, na competição Tech Sprint, para soluções inovadoras para pagamentos cross-border.

“Ao juntar uma rede blockchain pública e ‘permissionless’ com uma rede blockchain privada e permissionada, a Rayls inova e permite inúmeras possibilidades em um ecossistema único e exclusivo no mercado internacional, uma vez que a Rayls é por natureza um produto global. Nossa expectativa é que a experiência adquirida no Brasil possa ser traduzida para instituições no mundo todo”, afirma o CPTO e cofundador da Parfin, Alex Buelau.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Coinbase Coinbase Explorar
PancakeSwap PancakeSwap Até 50% APR
Margex Margex Explorar
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados