Ver mais

PancakeSwap (CAKE) pode subir 300% com anuncio de nova versão?

2 mins
Traduzido Anderson Mendes

EM RESUMO

  • A PancakeSwap anunciou a versão 4, prometendo funcionalidades DEX aprimorada.
  • Os novos recursos incluem ganchos para funções de pool de liquidez.
  • A CAKE pode disparar 300% se a alta de preço se mantiver.
  • promo

A PancakeSwap (CAKE) anunciou sua tão esperada V4. Essa nova versão marca um avanço significativo, prometendo maior flexibilidade, funcionalidade e eficiência para a plataforma.

Seu objetivo é corrigir as limitações da versão 3 e redefinir os padrões para exchanges descentralizadas (DEXs).

Quais são os novos recursos da PancakeSwap V4?

De acordo com um anúncio compartilhado com o BeInCrypto, a PancakeSwap V4 está programada para ser lançada nas Ethereum e na BNB Chain no terceiro trimestre. Seu objetivo é oferecer uma experiência de negociação transformadora.

Com o licenciamento de código aberto, a DEX planeja promover a colaboração e a contribuição da comunidade dentro do ecossistema DeFi, sinalizando um salto à frente na tecnologia blockchain.

“Nosso objetivo é promover a flexibilidade e a funcionalidade mais abrangentes dentro do espaço do Automated Market Maker (AMM), construído em conjunto pela Kitchen (equipe PancakeSwap) e desenvolvedores DeFi na comunidade. Portanto, o código da PancakeSwap v4 será lançado sob uma licença de código aberto”, disse o chefe do PancakeSwap, Chef Mochi.

Notavelmente, a PancakeSwap v4 introduz hooks. Esses são contratos externos que aumentam as funcionalidades do pool de liquidez. Os hooks facilitam os ajustes dinâmicos de taxas, a integração de oráculos personalizados e muito mais, garantindo aos desenvolvedores uma personalização e um controle sem precedentes.

Além disso, a plataforma é compatível com vários tipos de pool, incluindo o CLAMM (Concentrated Liquidity Automated Market Maker) e o Liquidity Book. A PancakeSwap V4 também apresentou o Flash Accounting. Esse recurso consolida todos os pools em um único contrato, reduzindo os custos de implementação em 99%.

Ele também reduz as despesas com taxas para swaps de vários saltos, aumentando a eficiência da plataforma e a atratividade para o usuário. Em contrapartida, outra DEX, a Uniswap, integrou recursos semelhantes no início deste ano. Essa mudança indica uma tendência mais ampla do setor em direção a plataformas DeFi mais flexíveis e eficientes.

No entanto, a abordagem da PancakeSwap na versão 3, que envolveu a bifurcação do código do Uniswap, gerou polêmica no ano passado. Ela destacou a luta do setor contra a inovação.

“Acompanhamos os últimos avanços no espaço AMM, juntamente com uma série de nossos próprios aprimoramentos exclusivos, para garantir que os usuários tenham acesso ao melhor DEX disponível”, explicou o Chef Mochi à BeInCrypto.

Leia mais: Como usar a PancakeSwap: Um guia passo a passo

Previsão de preço

Em meio a esses desenvolvimentos estratégicos, o token nativo da PancakeSwap, CAKE, mostra sinais de um aumento iminente. A análise técnica aponta para um padrão de alta nos gráficos semanais, sugerindo uma potencial valorização de 300% para aproximadamente US$ 17.

No entanto, essa previsão otimista enfrenta desafios, com resistência prevista perto de US$ 9,4 a US$ 10.

Gráfico da CAKE no TradingView

Se a tendência de alta vacilar, a CAKE pode recuar para um forte nível de suporte de $ 3.4. Assim, o mercado está em uma encruzilhada, com o futuro do token nativo dependendo do sucesso da PancakeSwap v4 e da dinâmica mais ampla do mercado.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados