Ver mais

Neymar e celebridades perdem milhões com NFTs

2 mins
Atualizado por Anderson Mendes

EM RESUMO

  • Neymar possui um prejuízo não realizado de R$ 3,7 milhões com seus NFTs.
  • Em janeiro, o camisa 10 da seleção brasileira gastou mais de US$ 1 milhão para comprar dois Bored Apes. Hoje, os ativos somados valem cerca de US$ 350 mil.
  • Artistas, músicos e youtubers também possuem prejuízos milionários neste segmento.
  • promo

O camisa 10 da seleção brasileira possui atualmente um prejuízo de aproximadamente R$ 3,7 milhões com NFTs.

Neymar entrou para o mundo dos tokens não fungíveis (NFTs) em janeiro deste ano. Na ocasião, o astro do Paris Saint-Germain desembolsou cerca de US$ 1 milhão para comprar duas unidades da coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC), colocando a foto de um de seus macacos tediosos como perfil em sua conta no Twitter.

Se nos gramados o craque tem tido bons resultados nesta temporada, o mesmo não pode ser dito sobre o seu desempenho neste segmento. Seus dois Bored Apes acumulam uma desvalorização de cerca de 70% atualmente, com o valor somado sendo inferior a US$ 350 mil.

Celebridades tendo prejuízos com NFTs

Neymar não é o único que teve grandes perdas neste mercado. Considerado um dos maiores rappers de todos os tempos, Eminem também vem sofrendo prejuízo com o seu NFT. Em janeiro, ele comprou o Bored Ape 9055 por 123,45 ETH, cerca de US$ 462 mil pela cotação da época.

Desde então, o preço do token caiu para US$ 140 mil. Nem mesmo as ações feitas pelo cantor em torno do ecossistema BAYC surtiram efeito. Em junho, ele lançou juntamente com Snoop Dogg – outro grande entusiasta do ramo – um videoclipe onde os dois rappers dão vida aos seus macacos tediosos.

Apesar dos fãs elogiarem a iniciativa e do vídeo ter mais de 56 milhões de visualizações no Youtube, o BAYC segue em queda. A empresa por trás da coleção tem tido diversas iniciativas para expandir o ecossistema em torno dos macacos, mas o volume de vendas da coleção segue atingindo novas mínimas.

Com isso, é possível afirmar que grande parte do vasto leque de famosos que decidiu adquriir um BAYC, como é o caso de Madonna, também estão tendo prejuízo com os seus NFTs.

Outro músico que acumula perdas é o DJ Steve Aoki, que além de colecionador, já cunhou seus próprios tokens não fungíveis. O norte-americano investiu cerca de US$ 350.000 para ter parte da coleção Doodles há alguns meses. Atualmente, as peças sob sua posse valem menos de US$ 50.000, segundo o DappRadar.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.

US$ 623 mil viram US$ 10

O caso mais simbólico envolvendo prejuízos de celebridades com NFTs é o de Logan Paul. O famoso influencer e youtuber comprou um token da coleção Azuki por US$ 623.000 no início deste ano. Atualmente, esse ativo está precificado em apenas US$ 10.

A forte desvalorização logo se tornou viral nas redes sociais, com muitos usando este exemplo para afirmar que NFTs são uma fraude ou não possuem nenhum valor real. No entanto, análises mostram que este segmento pode voltar a ter destaque assim que as demais áreas do mundo cripto saírem do inverno atual. Nesse sentido, Paul afirma que também possui um prejuízo de meio milhão de dólares em seus investimentos em Bitcoin e demais altcoins.

Portanto, resta a Neymar, Eminem e as demais celebridades apenas esperar o próximo ciclo de alta do mercado para ver se os seus NFTs voltarão a valer as quantias milionários que foram gastas.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

4d198a1c7664cbf9005dfd7c70702e03.png
Anderson Mendes
Membro ativo da comunidade de criptoativos e economia em geral, Anderson é formado pela Universidade Positivo, e escreve sobre as principais notícias do mercado. Antes de entrar para a equipe brasileira do BeInCrypto, Anderson liderou projetos relacionados à trading, produção de notícias e conteúdos educacionais relacionados ao mundo cripto no sul do Brasil.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados