Mineração de Ethereum (ETH) supera Bitcoin (BTC) no último mês antes da fusão

By Raphael Minter
6 setembro 2022, 10:00 -03
EM RESUMO
  • A receita de mineração do Ethereum ultrapassou a do Bitcoin novamente em agosto.
  • Ambas as receitas tiveram quedas quando comparadas com as do ano passado.
  • Os mineradores de ETH geraram cerca de US$ 750 milhões, enquanto os mineradores de BTC tiveram receita de US$ 650 milhões.
  • promo

A receita de mineração do Ethereum (ETH) ultrapassou a do Bitcoin (BTC) novamente em agosto. Os mineradores têm aproveitado os últimos dias antes que a segunda maior blockchain adote o modelo de prova de participação (PoS) em setembro.

O Ethereum dominou as manchetes em agosto devido ao The Merge, que será concluído antes do final de setembro. A fusão finalmente fará a transição da rede para um protocolo PoS que descartará as recompensas atuais de seus mineradores.

  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedas. Confira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter, Instagram e Facebook.

Como resultado, os mineradores ETH contribuíram com força para a validação e verificação de milhões de transações na rede no mês passado. Isso acabou levando a um aumento de 21% em suas receitas, de US$ 620,65 milhões em julho para US$ 756,11 milhões em agosto.

/Artigos relacionados

Mais artigos

Apesar disso, a receita ficou muito abaixo do que as mineradoras geraram no mesmo período do ano passado. Em agosto de 2021, o montante levantado estava na região de US$ 1,5 bilhão, com o valor do mês passado representando uma queda de 50% ano a ano.

Fonte: the Block

Mineração do Ethereum supera mineração do Bitcoin novamente

Como o Ethereum, os mineradores de Bitcoin viram um aumento em suas receitas a partir de julho. Houve um aumento de 9,9%, de US$ 597 milhões em julho para US$ 657 milhões em agosto. Vários analistas acreditam que o BTC poderia ter trazido mais receita em agosto se não houvesse um aumento na dificuldade de mineração para um pico de 30,98 T durante o mês.

Os marcos alcançados pelo BTC em 2021 significaram que os mineradores compartilharam uma enorme receita de US$ 1,41 bilhão em agosto do ano passado. O valor deste ano foi uma queda de 53% ano a ano.

Fonte: the Block

Ethereum continua liderando em transações

Os mineradores ganham recompensas contribuindo com poder para a validação de transações envolvendo moedas PoW. Ao longo de agosto, o ETH foi utilizado em 34,9 milhões de transações.

Fonte: the Block

A contagem de transações de sua rede foi mais de quatro vezes maior que a do Bitcoin. Muito disso pode ser atribuído ao envolvimento do ETH em vários setores, como finanças descentralizadas (DeFi) e tokens não fungíveis (NFTs).

Em agosto, o ETH foi negociado em uma faixa de US$ 1.424 e US$ 2.030.

Gráfico do ETH no TradingView

Para fins de comparação, a rede do BTC foi usada em 7,81 milhões de transações em agosto.

Fonte: the Block

O número de transações envolvendo BTC foi quatro vezes e meia abaixo do ETH. Com o BTC perdendo mais de US$ 60 bilhões de sua capitalização de mercado em agosto, os mineradores ganharam menos. Durante esse período, o ativo foi negociado em uma faixa entre US$ 19.509 e US$ 25.200.

Em 2022, o ETH superou o BTC em receita de mineração em todos os meses, exceto junho.

Gráfico do BTC no TradingView

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.