Ver mais

Microsoft compra Activision de olho no metaverso

2 mins
Atualizado por Levy Prata

EM RESUMO

  • A Microsoft comprou a Activision Blizzard por US$ 69 bilhões.
  • A aquisição é a maior da história dos jogos.
  • A compra ajudará nos esforços da Microsoft em relação ao metaverso.
  • promo

A gigante da tecnologia Microsoft anunciou a compra da editora de jogos Activision Blizzard por US$ 69 bilhões. O acordo recorde dá à empresa a chance de explorar várias franquias de videogames para sua iniciativa de metaverso.

A gigante de software Microsoft anunciou que concluiu um acordo para comprar editora de jogos Activision Blizzard. A compra foi feita por impressionantes US$ 69 bilhões e faz parte dos planos da companhia para impulsionar suas iniciativas de metaverso. A aquisição segue uma outra compra feita anteriormente pela Microsoft quando adquiriu a Bethesda por US$ 7,5 bilhões.

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, comemorou a aquisição pelo Twitter, dizendo que os jogos são uma parte fundamental do crescimento do metaverso.

“Os jogos são a categoria mais dinâmica e empolgante em entretenimento em todas as plataformas hoje e desempenharão um papel fundamental no desenvolvimento de plataformas metaverso.”

Apesar de ter anunciado a compra, o negócio deve ser concluído no ano fiscal de 2023. Ela é a maior aquisição já feita pela gigante da tecnologia e a maior aquisição na história dos jogos.

É claro que a Microsoft está muito interessada em explorar o metaverso, com seu estúdio Vortex já trabalhando neste setor. Capturar IPs de jogos lucrativos significa que a Microsoft tem uma rica lista de personagens que pode introduzir neste ambiente virtual.

A Activision Blizzard é mais conhecida por ser a editora por trás da popular série Call of Duty, franquia que frequentemente lidera a lista de jogos mais vendidos do ano. A empresa também publica o popular jogo para celular Candy Crush, que por si só gera mais de US$ 1 bilhão em receitas anualmente.

Relatórios em 2021 revelaram assédio sexual generalizado na empresa, que agitou a indústria de jogos. No centro dessa controvérsia está o CEO Bobby Kotick, e incidentes relacionados a ele e à empresa causaram uma grande queda no preço das ações da empresa.

Metaverso em alta

A compra parece ser a primeira faísca no que será uma longa batalha para ganhar vantagem no metaverso. A Microsoft está longe de ser a única empresa de tecnologia a trabalhar na nova esfera de entretenimento.

O Meta, antigo Facebook, é seu principal rival e está empregando diversas estratégias para se tornar a principal plataforma de interações virtuais. A Apple está atualmente se concentrando em experiências mais curtas e está deixando de lado o metaverso, apesar de já ter manifestado algum interesse.

Os próximos anos serão críticos no desenvolvimento e crescimento do metaverso. Os projetos cripto também estão trabalhando com entusiasmo neste setor, e espera-se que os NFTs desempenhem um grande papel. A indústria de jogos também está rapidamente voltando sua atenção para os tokens não fungíveis, embora algumas empresas e gamers tenham criticado fortemente esta ideia.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

TCPMHRYSU-UEHL0FMAP-1d0d90d8c847-512.png
Rahul Nambiampurath é um trader da Índia que foi atraído pelo Bitcoin e pela blockchain em 2014. Desde então, ele é um membro ativo da comunidade. Ele tem mestrado em finanças.
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados