Mercado cripto perde US$ 100 bi com ameaça de recessão nos EUA

Atualizado por Júlia V. Kurtz
EM RESUMO
  • O preço de diversas criptomoedas despencou nesta último fim de semana.
  • Espera-se que o FED anuncie um aumento na taxa de juros em sua próxima reunião.
  • Os temores de recessão estão alimentando uma perspectiva de baixa para o mercado de criptomoedas, que se tornou cada vez mais correlacionado com os mercados de ações.
  • promo

    Análises técnicas e insights do mercado por traders em nosso canal do Telegram!Entre hoje no nosso Telegram!

Mais de US$ 100 bilhões foram varridos do mercado de criptomoedas neste fim de semana depois que a secretária do Tesouro Janet Yellen emitiu um aviso sombrio sobre a indústria cripto.

O mercado de criptomoedas está sentindo a pitada de medos de recessão, o que pode afastar os investidores de apostas mais arriscadas. Como consequência, o Bitcoin (BTC) atingiu seu preço mais baixo desde o final de 2020.  

  • Ficou com alguma dúvida? O Be[in]Crypto possui uma série de artigos para lhe ajudar a entender o universo cripto. Confira!
  • Se quiser ficar atualizado no que acontece de mais importante no espaço cripto, junte-se ao nosso grupo no Telegram!

Enquanto isso, Dogecoin, TRON e Avalanche tiveram quedas significativas de dois dígitos nas últimas 24 horas. Já o Ethereum caiu para US$ 1.400 no fechamento dessa matéria, acumulando uma queda de 70% desde sua máxima histórica perto de US$ 4.900 em novembro de 2021.

Mercado cripto segue queda dos mercados de ações

O mercado de criptomoedas ficou cada vez mais correlacionado com os mercados de ações tradicionais nos últimos meses. Os preços das criptomoedas caíram junto com o S&P 500, que caiu 2,9%, e o Nasdaq caiu 3,5%, na última sexta-feira (10).

Este último conjunto sombrio de eventos ocorre quando o Federal Reserve deve aumentar ainda mais as taxas de juros em uma reunião de dois dias na próxima semana. A secretária do Tesouro, Janet Yellen, também alertou sobre a inclusão de criptomoedas nos planos 401(k) no início desta semana, aumentando a perspectiva de baixa desta indústria.

As previsões iniciais do aumento da taxa de juros previam 50 pontos-base, mas novas informações do relatório do índice de preços ao consumidor recentemente divulgado provocaram temores de que o FED pudesse tomar medidas mais agressivas e abrir caminho para uma recessão econômica.

“O Federal Reserve está encurralado agora”, opinou o influenciador de criptomoedas Anthony Pompliano, após o lançamento do relatório do índice de preços ao consumidor.

Inflação recorde em maio de 2022

Fatores externos, como o aumento dos preços da energia e dos alimentos, levaram a inflação para um recorde de 8,6% em maio, um número não visto nos EUA desde 1981.

“O relatório de inflação [de sexta-feira] é o último grande lançamento antes da reunião do FED na próxima quarta-feira”, diz Alex Kuptsikevich, analista sênior da FxPro. Ele continua dizendo que uma alta taxa de inflação de 40 anos pressionará o banco central norte-americano.

Os economistas do Goldman Sachs preveem que o FED aumentará a taxa de juros em 0,5% na quarta-feira, 0,5% em julho e 0,5% em setembro, enquanto Barclays e Jefferies preveem uma alta mais agressiva de 0,75% já para a próxima reunião.

Os mercados de criptomoedas e ações foram atingidos nos últimos seis meses, com os bancos centrais encerrando as verificações de estímulo do Covid-19 e aumentando as taxas de juros. “As criptomoedas parece estar perdendo a oportunidade perfeita de demonstrar seu papel esquecido como proteção contra a inflação”, diz Rich Blake, da empresa cripto Uphold.

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.
BEINNEWS ACADEMY LTD © STREET: SUITE 1701 – 02A, 17/F, 625 KING’S ROAD, NORTH POINT. HONG KONG.