Ver mais

Mentor por trás de crime milionário com criptoativos é sentenciado a cinco anos de prisão

2 mins
Traduzido Aline Fernandes

Um homem sul-coreano de 32 anos, identificado apenas como Sr. A, foi condenado a cinco anos de prisão por enganar um famoso broadcasting jockeys (BJs – fenômeno sul-coreano entre jovens atuações ao vivo na web) da Coreia do Sul em aproximadamente US$ 1,10 milhão em criptoativos. A prisão foi feita segundo as leis locais cripto.

O caso, que chamou a atenção do país, destaca a preocupação com o aumento de golpes relacionados aos criptoativos no país.

Leia mais: 4 criptomoedas que podem atingir novas máximas em julho de 2024

Fraude cripto aumenta na Coreia do Sul

A, que se disfarçou de especialista em criptomoedas, primeiro chamou a atenção do BJ ao enviar balões estelares em uma plataforma líder em transmissão ao vivo, de acordo com Asia Kyungjae. O BJ, que possui centenas de milhares de assinantes na AfreecaTV, iniciou contato com o Sr. A em 2021 após compartilhar suas frustrações com investimentos fracassados ​​na plataforma.

Pouco depois, o Sr. A aproveitou o interesse do BJ para se gabar de seus 5,1 bilhões de won (US$ 3,80 milhões) em participações em Bitcoin. Ele prometeu ao BJ retornos de duas a quatro vezes o investimento. Confiando nas afirmações do Sr. A, o BJ transferiu 1,5 bilhão de won (US$ 1,10 milhão) para o Sr. A, na esperança de obter retornos lucrativos. No entanto, o BJ logo descobriu a dura realidade da fraude do Sr.

Em janeiro de 2022, o Sr. A havia retornado apenas uma fração do investimento. Ele devolveu apenas 100 milhões de won (US$ 75.000), enquanto fraudou outro empresário em 500 milhões de won (US$ 375.100).

Mentor por trás de crime milionário com criptoativos é sentenciado a cinco anos de prisão
Adoção de criptoativos na Coreia do Sul | Fonte: Statista

Esta sentença de alto perfil ocorre em meio a uma repressão mais ampla aos golpes de criptoativos na Coreia do Sul, que possui uma robusta base de usuários de cripto de 9,73 milhões em agosto de 2023. O crescimento na adoção coincidiu com um aumento notável em atividades fraudulentas visando investidores desavisados.

Incidentes recentes, incluindo o alerta da polícia contragolpes de influenciadores de criptomoedas em “salas de leitura de investimentos” nas redes sociais e a investigação de várias celebridades sul-coreanas por seu suposto envolvimento em um esquema de fraude de criptomoedas, destacaram ainda mais a questão.

Fraudador testa novas regulamentações

O caso do Sr. A é particularmente significativo porque reflete o compromisso das autoridades sul-coreanas em salvaguardar os investidores. Também mantém a integridade do crescente mercado de criptomoedas.

Além disso, está alinhado com a rigorosa Lei de Proteção ao Usuário de Ativos Virtuais (VAUP) do país. As leis impõem penalidades severas, incluindo prisão perpétua para crimes relacionados à criptoativos envolvendo ganhos superiores a US$ 3,7 milhões. 

Previsto para entrar em operação em julho, o VAUP é um passo em direção ao objetivo da Coreia do Sul de combater a fraude e proteger os investidores.

As medidas rigorosas adotadas pela Coreia do Sul, incluindo a recente condenação do CEO da Bitsonic, Jinwook Shin, a sete anos de prisão por manipulação de mercado, indicam uma abordagem determinada para purgar o mercado cripto de atividades fraudulentas. Estas ações visam dissuadir potenciais perpetradores de puxadas de tapete e restaurar a confiança no setor das criptomoedas.

Antes do Sr. A, vários golpes e esquemas duvidosos mancharam a reputação do setor.

Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados