Ver mais

Lira assume comando do grupo de presidentes de parlamentos do G20

4 mins
Atualizado por Thiago Barboza

EM RESUMO

  • O Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira assume comando do grupo de presidentes de parlamentos do G-20.
  • O parlamentar pediu diálogo para resolver conflitos e prometeu defender aumento da representação feminina na política.
  • Mandato brasileiro do G-20 vai até 30 de novembro de 2024.
  • promo

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), assumiu no sábado (14) o comando do grupo chamado P-20, composto pelos presidentes de parlamentos do G20. Ele recebeu a liderança do grupo do presidente da Câmara dos Deputados da Índia, Om Birla.

Segundo Lira, o P-20 oferece uma plataforma importante para que os parlamentos aportem suas contribuições e liderem os debates sobre grandes questões globais.

Desafios globais

No momento de sua posse, o parlamentar reafirmou a postura do Brasil em oposição a ações violentas e ataques militares, pediu uso do diálogo como meio de solucionar situações conflituosas.

Lira também destacou os obstáculos globais que requerem atenção imediata, como a fome, desnutrição, insegurança, mudanças climáticas e os impactos da pandemia de Covid-19.

“Lanço o apelo de que, como representantes de nossos povos, nossos parlamentos sejam, cada vez mais, uma parte essencial da luta contra esses problemas”, afirmou.

Lira assume comando do grupo de presidentes de parlamentos do G20
Parlamentos do G20 reunidos. Fonte: Câmara dos Deputados

Guerra no Oriente Médio

O presidente da Câmara dos Deputados criticou a violência dos ataques terroristas no Oriente Médio

“Condenamos, nos mais fortes termos, os atos terroristas contra o povo israelense. Como representantes dos parlamentos do G20, devemos manifestar nosso desejo de que uma paz justa e duradoura entre israelenses e palestinos seja alcançada em futuro próximo”, disse

Participação feminina

Arthur Lira também prometeu defender aumento da representação feminina na política e manifestou seu compromisso em incluir as questões das mulheres na agenda da próxima cúpula do P-20, prevista para acontecer em 2024 no Brasil.

“O P-20 também precisa estimular o maior engajamento das lideranças femininas em seus debates, como fez o Parlamento indiano ao dedicar uma sessão específica ao tema da igualdade de gênero”, afirmou Lira.

Brasil vai presidir G20 até novembro de 2024

Atualmente o G20, que reúne as 19 maiores economias do globo, União Europeia e União Africana, está sob o comando do Brasil. O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, assumiu a presidência do grupo em setembro, quando recebeu o bastão do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi em Nova Délhi.

O comando do G20 é rotativo e o tempo de presidência dura de 1º de dezembro até 30 de novembro. Como o Brasil já recebeu o martelo que representa a liderança do país-membro no mês passado, a liderança de Lula já está valendo.

Até 30 de novembro de 2024, a agenda do G20 será decidida e implementada pelo governo brasileiro, com apoio direto da Índia, última ocupante da Presidência, e da África do Sul, país que exercerá o mandato em 2025. Esse sistema é conhecido como “troika” e é um dos diferenciais do grupo em relação a outros organismos internacionais.

Lira assume comando do grupo de presidentes de parlamentos do G20
Além da transmissão da Presidência do G20 da Índia para o Brasil, o primeiro-ministro Narendra Modi e Lula trocaram mudas de árvore, numa referência às preocupações do bloco com o meio ambiente. Foto: Ricardo Stuckert / PR

Lula reafirmou que as três prioridades da Presidência brasileira serão: o combate à fome, pobreza e desigualdade; a transição energética e o desenvolvimento sustentável em suas três dimensões (econômica, social e ambiental), além da reforma do sistema de governança internacional.

Governança Global

A reforma do sistema de governança internacional, a terceira prioridade brasileira ao longo do ano de mandato, é necessária para dar aos países em desenvolvimento mais condições de enfrentar a desigualdade, a fome e a mudança climática e buscar um futuro mais justo para suas populações, segundo Lula.

“Queremos maior participação dos países emergentes nas decisões do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional. A insustentável dívida externa dos países mais pobres precisa ser equacionada. A OMC tem que ser revitalizada e seu sistema de solução de controvérsias precisa voltar a funcionar. Para recuperar força política, o Conselho de Segurança da ONU precisa contar com a presença de novos países em desenvolvimento entre seus membros permanentes e não permanentes”, reforçou.

Mandato Brasileiro G20

Entre dezembro de 2023 e novembro de 2024, o Brasil deverá organizar mais de 100 reuniões oficiais, que incluem cerca de 20 reuniões ministeriais, 50 reuniões de alto nível e eventos paralelos.

O encontro final e principal será a 19ª Cúpula de chefes de Estado e governo do G20, nos dias 18 e 19 de novembro de 2024, no Rio de Janeiro.

“Para assegurar que o G20 atue de forma inclusiva e coerente, o Brasil pretende organizar os trabalhos em torno de três orientações gerais. Primeiro, vamos fazer com que as trilhas política e de finanças se coordenem e trabalhem de forma mais integrada. Segundo, temos de ouvir a sociedade. A Presidência brasileira vai assegurar que os grupos de engajamento tenham a oportunidade de reportar suas conclusões e recomendações aos representantes de governo. Terceiro, não podemos deixar que questões geopolíticas sequestrem a agenda de discussões das várias instâncias do G20. Não nos interessa um G20 dividido”, explicou o presidente.

  • Não entendeu algum termo do universo Web3? Confira no nosso Glossário!
  • Quer se manter atualizado em tudo o que é relevante no mundo cripto? O BeInCrypto tem uma comunidade no Telegram em que você pode ler em primeira mão as notícias relevantes e conversar com outros entusiastas em criptomoedasConfira!
  • Você também pode se juntar a nossas comunidades no Twitter (X)Instagram e Facebook.
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024
Melhores plataformas de criptomoedas | Junho de 2024

Trusted

Isenção de responsabilidade

Todas as informações contidas em nosso site são publicadas de boa fé e apenas para fins de informação geral. Qualquer ação que o leitor tome com base nas informações contidas em nosso site é por sua própria conta e risco.

aline.jpg
Aline Fernandes
Aline Fernandes atua há 20 anos como jornalista. Especializada nas editorias de economia, agronegócio e internacional trabalha na BeINCrypto como editora do site brasileiro. Já passou por diversas redações e emissoras do país, incluindo canais setorizados como Globo News, Bloomberg News, Canal Rural, Canal do Boi, SBT, Record e Rádio Estadão/ESPM. Atuou também como correspondente internacional em Nova York e foi setorista de economia dentro do pregão da BM&F Bovespa, hoje B3 -...
READ FULL BIO
Patrocinados
Patrocinados